Voltar

Notícias

(GERAL)
71 madeireiras aguardam transferência de cadastros para Sema em Sinop
No mês passado cerca de 100 empresas protocolaram o pedido de transferência dos cadastros para a Secretaria do Estado de Meio Ambiente (Sema) na regional do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Renováveis (Ibama) em Sinop. A regional está recebendo os pedidos desde o dia 02 de janeiro.

Mas, até agora, somente 29 foram aprovados e encaminhados à secretaria. O chefe da regional do Ibama, José Geraldo Araújo, disse em entrevista ao Só Notícias, que até a próxima sexta-feira devem ser liberados mais 30. Ele explica que muitas empresas não têm os cadastros aprovados porque não apresentam todas as documentações ou possuem alguma irregularidade no órgão.

“Muitas não apresentaram a prestação de contas das últimas ATPF’s ( Autorizações para Transporte de Produtos Florestais) emitidas pelo órgão em dezembro, que tem validade até 31 de março”, ressalta. Segundo Araújo, as expectativas do órgão são de que nos próximos 15 dias, o número de madeireiras solicitando a transferência aumente.

Após a aprovação dos cadastros e transferidos para a Sema, os planos de manejo para extração de toras e as ATPF’s serão emitidos pela secretaria. Muitos empresários já estão procurando a Sema e apresentando os planos.

Os planos que apresentarem todas as exigências terão 30% do talhão solicitado liberado em no máximo 15 dias. O setor acredita que as atividades sejam normalizadas com as mudanças, já que a principal deficiência do Ibama, apontada pelo setor, era a demora na liberação dos planos para que as indústrias pudessem retirar matéria-prima e trabalhar principalmente após a Operação Curupira, em junho do ano passado, em que muitas madeiras paralisaram parcialmente as atividades, resultando em milhares de desempregos e a crise econômica, que atingiu vários setores.

Fonte: Só Notícias/Tania

Fonte:

Jooble Neuvoo