Voltar

Notícias

(GERAL)
Índia quer fortalecer o seu mercado de carbono
A Índia assumirá uma postura mais ativa para assegurar que o Mercado de carbono, o qual emergiu como um meio para reduzir as emissões globais de gases do efeito estufa, fique e continue forte, disse um representante oficial.

“Seremos ativos, assegurando que o mercado de carbono fique, e continue forte, enquanto os problemas encontrados vão sendo resolvidos”, disse o Secretário da Meio Ambiente da Índia, Dr Pradipto Ghosh, durante o `Delhi GHG Forum 2006'.

O país já possui 300 projetos industriais na área de carbono e do MDL - Mecanismo de Desenvolvimento Limpo, disse ele, adicionando que, no futuro, muitos projetos relacionados com as indústrias do setor público ainda irão aparecer.

Já estava na hora de setores como aço, metalurgia, energia e rodoviário começassem a prestar atenção no MDL e no mercado de carbono, disse ele. Novos projetos devem ser elaborados pela Corporação Nacional de Energia Termal (National Thermal Power Corporation - NTPC).

Até agora, a experiência tem se demonstrado de altos custos transacionais, o que desencoraja novos players, diss ele. “Opções estão sendo construídas para baixar os custos transacionais”.

Ghosh disse que o mercado global de carbono é uma realidade e que a comunidade mundial tem dado sinais que está comprometida com um regime de longo prazo para reduzir as mudanças climáticas.

(Fernanda B Muller/ CarbonoBrasil)

Fonte:

Jooble Neuvoo