Voltar

Notícias

08
nov
2021
(GERAL)
Exportações brasileiras de derivados de madeira produtos umentaram 36 por cento

Exportações brasileiras de derivados de madeira produtos (exceto papel e celulose) aumentaram 36% em valor em relação a setembro de 2020

Em setembro de 2021 as exportações brasileiras de derivados de madeira produtos (exceto papel e celulose) aumentaram 36% em valor em relação a setembro de 2020, de US $ 283,2 milhões para US $ 385,8 milhões.

Exportações de madeira serrada de pinho cresceram 59% em valor entre Setembro de 2020 (US $ 51,8 milhões) e setembro de 2021 (US $ 82,2 milhões). Em volume as exportações caíram ligeiramente no mesmo período, de 293.700 m3 a 293.100 m3.

As exportações de madeira serrada tropical caíram 10% em volume desde 39.700 m3 em setembro de 2020 a 35.900 m3 em Setembro de 2021. Em valor, as exportações caíram 21% de US $ 15,3 milhões a US $ 12,1 milhões, acima do mesmo período.

As exportações de compensado de pinus tiveram um aumento de 20% no valor em Setembro de 2021 em comparação a setembro de 2020, a partir de US $ 65,9 milhões a US $ 78,8 milhões. Em volume, exportações caiu 32% no mesmo período, de 233.500 m3 para 159.100 cu.m.

Quanto ao compensado tropical, as exportações aumentaram em volume em 48% e em valor 30%, a partir de 6.100 m3 (US $ 2,3 milhões) em setembro de 2020 para 9.000 m3 (US $ 5,3 milhões) em setembro de 2021.

Já as exportações de móveis de madeira aumentaram de US $ 51,8 milhões em setembro de 2020 para US $ 71,9 milhões em Setembro de 2021, um crescimento de 39%.

Fonte: ITTO/Remade

Jooble Neuvoo