Voltar

Notícias

10
ago
2020
(MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS)
Setor de construção aposta no agro

Empresas investem em tecnologia nacional projetando o bom desempenho do campo

A linha amarela, antes vista em canteiros de obras, está cada vez mais no campo, colaborando com a infraestrutura e focando em setores de peso, como o madeireiro para celulose. Como parte desta estratégia e desta presença constante, a multinacional britânica JCB, apresentou nesta semana novos lançamentos.

Com foco no mercado brasileiro foram investidos R$ 100 milhões desde o ano passado na planta de Sorocaba (SP) que tem capacidade de 10 mil máquinas ano. Foram desenvolvidas três novas pás carregadeiras e uma escavadeira hidráulica florestal. “O mercado neste ano não parou de crescer. Até junho o mercado da linha amarela cresceu 35%. As projeções para o ano são 21 mil unidades, muito graças ao agronegócio. Estimamos crescimento de 10 a 15%”, projetou o diretor de Vendas e Marketing, Alisson Brandes.

O segmento de pás carregadeiras pode ser usado em construtoras, pedreiras e aplicações agrícolas, que exigem equipamentos mais sofisticados. As novas máquinas passam a atender a categorias mais pesadas como tombamento máximo de 8,499 kg e 10,999 kg.

Já a Escavadeira Florestal foi projetada para trabalhar em operações do tipo Cut-to-Length (toras curtas) O projeto da nova escavadeira ganhou mais de 50 aprimoramentos. Entre eles, um tanque de combustível de 590 litros e tanque extra, linhas, filtros e radiador aprimorado, além de um pacote de iluminação noturna com 11 lâmpadas Full LED que permite operação 24 horas por dia. O setor florestal brasileiro responde por 3% do PIB e exportou o equivalente a US$ 277 milhões em madeira nativa no ano passado, sem considerar os embarques dos produtos provenientes de floresta plantada.

Fonte: Por: AGROLINK -Eliza Maliszewski

Jooble Neuvoo