Voltar

Notícias

06
dez
2019
(PAPEL E CELULOSE)
Celulose deve ter recuperação gradual

No ano passado, os preços não foram bons

Os preços globais da celulose ficaram muito abaixo do esperado durante o ano de 2019, mas devem se recuperar gradualmente nesse 2020. Foi isso que informou o relatório de expectativas do agronegócio brasileiro, que é produzido e divulgado pelo Rabobank. “O motivo principal que levou à queda das cotações foi uma diminuição estratégica dos estoques próprios das papeleiras na China, enquanto a oferta produzia em níveis recorde no final de 2018 e começo de 2019”, diz o texto.

Nesse cenário, os dados de importações de celulose da China, mostram que nos primeiros nove meses de 2019 as importações de celulose foram superiores, tanto para fibra curta como para fibra longa, em comparação com o mesmo período de 2018. “As importações de fibra curta avançaram 1,8% para 8,6 milhões de toneladas, enquanto as importações de fibra longa avançaram 6,1% para 6,5 milhões de toneladas em 2019, comparado com 2018 (primeiros nove meses do ano)”, completa a informação. 

Sendo assim, cortes na produção anunciados por alguns produtores para a segunda metade de 2019 e primeira metade de 2020, devem ajudar a reequilibrar o mercado global para o próximo ano. “Com um mercado bastante equilibrado entre oferta e demanda em 2020, a recuperação dos preços de celulose será gradativa e moderada ao longo do ano”, indica. 

Como ponto de atenção, o Rabobank indica que “o mercado começa a olhar com maior atenção os aumentos de capacidade futura e a retomada da produção da Suzano no segundo semestre de 2020, o que deve limitar a alta de preços no ciclo atual. Espera-se uma melhora na demanda por papelão ondulado no mercado doméstico em 2020, com as projeções da retomada da economia e as expectativas de exportações elevadas de carnes", conclui.

Fonte: Por: Agrolink -Leonardo Gottems

Jooble Neuvoo