Voltar

Notícias

14
set
2018
(INTERNACIONAL)
A demanda de pellet de madeira está aumentando acentuadamente no Japão

 A importação de pellets de madeira é cerca de seis vezes de 2013 e o consumo interno é 9% maior do que em 2013. A razão é o início de grandes instalações de geração de energia por biomassa, que usam os pellets de madeira unicamente para combinar com outro combustível como carvão.

A importação de pellets de madeira em 2017 é de cerca de 510.000 toneladas, 46% mais de 2016, enquanto a produção nacional foi de cerca de 120.000 toneladas, 0,5% a mais.

Em 2013, a oferta total de pellets de madeira foi de cerca de 190.000 toneladas e a quota de importação foi de 43%, em seguida, desde 2015, a oferta pela importação superou a oferta doméstica, em 2017, a importação subiu para cerca de 80%.

Entretanto, a oferta interna aumentará consideravelmente como o maior fabricante, Meiken Lamwood (Okayama prefeitura) planeja produzir cerca de 30.000 toneladas por ano e Toono Kousan (prefeitura de Fukushima) está testando uma nova fábrica, que irá produzir cerca de 30.000 toneladas por ano. A Sumitomo Forestry planeja construir uma nova fábrica de pellets de madeira em conjunto com a empresa de energia elétrica.

O aumento da importação de pellets de madeira subirá depois de 2020 uma vez que a demanda de combustível de biomassa irá expandir-se acentuadamente. Até lá muitos projetos de usinas de geração de energia de biomassa estarão alinhados. Existem duas fábricas com potência de 75.000 kw na prefeitura de Fukuoka. Ambos começarão em 2021.

Um na prefeitura de Ibaraki com uma produção de 51.500 kw e outro em Chiba com produção de 75.000 kw são planejados, que começarão a operar em 2021 e 2022. Elas estão todas contando com pellet de madeira importada como combustível.

Também grandes empresas de energia elétrica estão contando para usar pellet de madeira em grande volume após 2022.
Com a expansão dos pellets de madeira importados, as empresas de comércio estão ativamente engajadas em garantir fontes no exterior.

A Sumitomo Silvicultura, que lidou com cerca de metade de todos os pellets de madeira importados em 2017, aumentará o volume para 350.000 tonelada em 2018 após o teste de funcionamento da usina de geração de energia.

A Itochu Corporation processará cerca de 200.000 toneladas contrato de venda com uma grande empresa de geração de energia.

Empresas de trading estão ocupadas procurando por fontes estrangeiras de pellets de madeira e tentsndo fazer um contrato de provisão a longo prazo com os fornecedores.

 

Fonte: ITTO/Remade

Anuncie RM Neuvoo