Voltar

Notícias

20
fev
2018
(MADEIRA E PRODUTOS)
Eucalipto Arco-Íris: conheça uma das árvores mais belas do mundo

Aqui no Brasil, você já conhece o eucalipto – muito usado na indústria de celulose e papel. Só que talvez você não saiba que ele tem muitas espécies. E uma delas é o Eucalipto Arco-Íris!

A imagem não é estranha porque você já deve ter visto alguma vez na vida: são troncos coloridos, em tonalidades que vão do amarelo ao azul.

Só que provavelmente você viu em fotos ou imagens da internet.

A não ser que tenha ido para a Argentina. Sim, essa espécie de Eucalipyptus é de lá.

E elas são conhecidas por serem originárias de várias áreas do pacífico, como a Nova Guiné, Nova Bretanha, Indonésia, Filipinas… E Havaí.

Na real, se você já viu um eucalipto arco-íris é possível que ele seja da Argentina ou do Havaí, que são as duas regiões que mais tem e compartilham dessa espécie.

As características do eucalipto arco-íris

Na média, os troncos têm 75 metros de altura, conforme o site Clarin.

Mas, no Brasil, estudiosos afirmam que a altura é de 50 metros. E ela pode chegar facilmente aos 25 anos de idade.

E os ramos variam de tom também.

A árvore colorida muda sua tonalidade conforme as cascas vão caindo e se renovando ao longo de todo ano.

A ocorrência é a seguinte: a casca externa cai e aparece uma verde-clara. Depois, com a ação do oxigênio e do sol, ela adota cores mais escuras, na tonalidade azul.

E, com o tempo pode ficar roxa, laranja até amarela.

O uso do eucalipto arco-íris

Essa espécie é cultivada em várias partes do mundo, mas quase sempre para produzir a polpa de celulose, que vai resultar em papéis.

Em lugares mais excêntricos, o eucalipto arco-íris é visto como árvore ornamental, usado para embelezar jardins e parques.

Mas, ele não é tão resistente ao frio e as geadas, por isso, o seu uso tem a ver com o clima também.

 


Eucalipto arco-íris no Brasil…

No final de 2014, fizemos uma notícia falando sobre a descoberta do eucalipto arco-íris no Brasil, exatamente em Piracicaba, no interior de São Paulo.

Duas espécies foram encontradas no Parque do Engenho Central.

Para o agrônomo entrevistado na época, Mario Tomazello Filho, as sementes que deram origem aos dois eucaliptos devem ter contaminado os lotes originários da Austrália – que são comuns na região.

“As árvores, em sua maioria, desprendem a casca e continuam ao longo da vida. O tom mais comum é o marrom. No eucalipto arco-íris, à medida que ele perde a casca vão surgindo novas camadas de cores”.

Relembre essa notícia na íntegra: eucalipto arco-íris é descoberto em Piracicaba (SP).

 

Fonte: Com informações Clarin e Diario Ecologia

Neuvoo Anuncie RM