Voltar

Notícias

19
fev
2018
(SILVICULTURA)
Acacia mangium: reflorestamento apícola, auto-sustentável

Fonte de madeira para energia, móveis, biomassa, mel, tanino, forragem !...

Excelente opção para investimento em tempos de crise econômica!...Ótima opção de renda na apicultura.

A presente matéria visa transferir as novas tecnologias sobre Acacia mangium geradas no centro de tecnologias da zona da mata, em Viçosa – MG (Brasil), para os produtores rurais, melhorando o nível sócio-economico das comunidades rurais, empresas rurais e transformando estas tecnologias em produtos e serviços florestais e agrícolas, beneficiando toda sociedade por meio da geração de emprego, fixação do homem no campo e redução do exodo rural.

A Acacia mangium Willd. produz madeira de excelente qualidade para móveis, produtos apícolas, tanino, forragem, seqüestro de carbono,  recuperação de solos e quando cultivada em consórcio, permite a criação de bovinos, ovinos ou caprinos na mesma área.  A produção de madeiras de espécies florestais de rápido crescimento, consorciadas com culturas agrícolas (sistema silviagrícola), apicultura, produção de tanino, forragem animal e pastagem (sistema silvipastoril) no Brasil, tem superado as rentabilidades financeiras apresentadas por todas outras atividades agropecuárias.

O consumo anual de madeira no Brasil é estimado em 350 milhões de metros cúbicos, enquanto as florestas plantadas suprem aproximadamente 26% deste total, mostrando a existência de grande espaço para investimentos em novos plantios e uma grande demanda reprimida pelos produtos de base florestal.

A demanda por uma espécie florestal de rápido crescimento, fácil cultivo, multi-produtos e multi-usos, alternativa ao Eucalyptus spp e Pinus spp., levou o Dr. Flávio Pereira Silva, a estudar e melhorar geneticamente Acacia mangium durante 32 anos e desenvolver  cultivares adaptadas aos mais variados climas e solos.

A exemplo da melhoria do nível socioeconômico promovida pelo setor florestal em várias comunidades brasileiras e do Vietnam, acreditamos que o desenvolvimento desta espécie na sua empresa, município, estado ou país, impulsionará a geração de emprego, renda e atrairá indústrias de base florestal para a região dos plantios. Visando concretizar estes objetivos, tomamos a liberdade de enviar-lhe o presente COMUNICADO TÉCNICO para que conheçam o extraordinário potencial, econômico e ambiental desta árvore de valor inestimável.

A espécie é amplamente cultivada na Ásia, em substituição a teca, com grandes vantagens econômicas, cuja madeira poderá ser utilizada na fabricação de móveis, portas, MDF, madeira-cimento, aglomerados, laminados, tábuas, biomassa para energia, moirões, caixotarias, pallet, carvão, adornos, OSB, celulose, papel, construções, substrato agrícola e florestal e no cultivo de cogumelos comestíveis (shitakii). Sua madeira pode ser serrada, planada, polida, colada, pregada e receber tratamento preservativo para aumentar a durabilidade de moirões e postes, em até 15 anos.

No Brasil a Acacia mangium tem crescido até 6,20m/ano, superando muitas espécies de Eucalyptus e pinus, onde o manejo correto e integrado da espécie, no sistema adensado, tem produzido 430 m3/ha/7anos de madeira, 7.400 kg/ha de tanino;  até 173 kg de mel por colméia por ano, própolis, cera, geléia real e pólen produzido nos nectários existentes nas folhas; da produção de forragem das folhas (até 41% de proteína);  consórcio com culturas agrícolas ou pastagem; recuperação de áreas degradadas e preservação das nascentes e das florestas naturais.

O PLANTIO TECNIFICADO desta espécie permite o consorcio com feijão, milho, arroz, soja, amendoim, melancia, girassol, cafeeiro, cacaueiro, apicultura e pecuária, produzindo carne e/ou leite, reduzindo os riscos de incêndio florestais e protegendo os animais contra os ventos frios, sol forte e proporcionando a estes animais um ganho de peso de até 12%.

A tabela a seguir ilustra os múltiplos produtos e múltiplos usos da Acacia mangium e fornece uma  estimativas das rentabilidades brutas, em Reais, resultante da exploração integrada da espécie, empregando desbastes intermediários e corte final aos nove anos de idade.

               

* Os valores de rentabilidade acima podem sofre alterações em função dos preços regionaise demanda de mercado, bem como o  sistema agrossilvipastoril requer modelo específico de exploração e apresenta rentabilidade de produção de madeira,  apicultura e tanino diferente dos valores acima descritos.

Vale lembrar que madeiras serradas de boa qualidade, de espécies florestais semelhantes à Acacia mangium, na região Sudeste do Brasil, em 2011, tem seu preço oscilando em torno de R$850, 00/m³.

       

Contatos para maiores informações:

Dr. Flávio Pereira Silva

Eng. Florestal - Doutorado em Silvicultura

Vila Gianetti, 46 - Campus da Universidade Federal de Viçosa
36571-000 - Viçosa - MG (Brasil) - E-mail: acaciaflavio@ufv.br – Skype: acacia.flavio 

Fone/whatsapp: 55 + 31 99151 4063

Fonte: Dr. Flávio Pereira Silva

Gell Anuncie RM Neuvoo