Voltar

Notícias

10
out
2017
(MADEIRA E PRODUTOS)
Sabe qual é o estado brasileiro que mais produz Madeira? Não é São Paulo…

Conforme informações da Pevs (Pesquisa de Produção da Extração Vegetal e da Silvicultura), que é do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas), a produção brasileira de madeira cresceu praticamente 11% no último ano, fechando com 85,2 milhões de metros cúbicos.

Do total, 80% vieram de áreas de eucalipto enquanto que a outra parte é proveniente de florestas de pinus.

Com um crescimento de 44% em 12 meses (16 milhões de metros cúbicos), o Paraná foi o líder nacional na produção de madeira em tora para a indústria de papel e celulose – lugar que até então era ocupado por São Paulo, que passou a ficar na vice-liderança.

Para especialistas no assunto, esse crescimento da produção reflete diretamente na indústria de papel e celulose no sul do país, que já representa 33% do total.

“A ampliação do parque industrial de papel e celulose no Paraná, no ano passado, alçou o estado ao posto de maior produtor nacional. Esse posto era ocupado por São Paulo, que agora está na segunda posição, com a produção de 14,7 milhões de metros cúbicos, uma queda de 5,4%”, disse o analista do IBGE, Winicius Wagner.

Os Produtos do Sul

O Paraná investiu na instalação de uma fábrica da Klabin, de 8,5 bilhões de reais, na região dos Campos Gerais e esse foi o principal impulsionador dos recentes números.

Conforme informações do relatório anual da Indústria Brasileira de Árvores (Ibá), no ano passado, o Brasil foi o segundo país que mais produziu celulose no mundo e o oitavo quando o assunto foi a produção de papel.

Entre os produtos madeireiros extraídos em matas nativas, houve baixa em todos:

• Carvão Vegetal – 31%,
• Lenha – 7%,
• Madeira de Tora – 7%.

“Essa queda dos números pode ser consequência de uma legislação ambiental mais rígida e de um maior controle dos órgãos fiscalizadores, assim como da indisponibilidade de mão de obra do setor produtivo”, garante Wagner.

Fazenda de Florestas

Com a crescente nos números, o Paraná tem sido chamado de Fazenda de Florestas.

O estado já é o maior produtor de Pinus há algum tempo e o quarto maior de eucalipto do país – porém, especialistas afirmam que a produção ainda é insuficiente para atender a demanda do próprio estado.

Para assegurar a produção e a sustentabilidade, o desafio do estado está na hora de produzir florestas somadas com a integração de sistemas agropecuários – além do uso de áreas degradadas.

Com 70 mil hectares no sistema Integração-Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF), o Paraná é líder também no ranking nacional desta modalidade.

Pesquisa da Pevs

A pesquisa investigou 44 produtos, sendo que 37 foram coletados em matas nativas e 7 em florestas plantadas.

O valor global da produção foi de 18,5 bilhões de reais, um aumento de 0,8% em relação à 2015.

Do total, 76% foram obtidos em florestas plantadas enquanto que 24% foram de matas nativas. Do total, os produtos madeireiros representaram 90%, ou seja, 16,7 bilhões de reais.

Fonte: CeluloseOnline

Neuvoo Anuncie RM