Voltar

Madeiras : Silvicultura

Adubação aérea

A adubação de cobertura feita por via aérea se destaca por vários fatores, dentre eles:

• Velocidade de aplicação, permitindo que o cliente efetue a adubação no tempo certo para o maior aproveitamento do fertilizante.


• Uniformidade na distribuição.

• Pessoal envolvido no serviço é todo contratado da empresa de aviação, evitando a contratação de um batalhão de pessoas necessárias a uma adubação terrestre e, consequentemente, retirando na totalidade a responsabilidade trabalhista do cliente.

• Não há compactação do solo.

As etapas da adubação aérea são as seguintes:

Carregamento:


Após a colocação dos fertilizantes na pista ( que são as únicas coisas que o cliente precisa realizar) ensacados ou embalados em “big bags”, utiliza-se um  caminhão guindaste, especialmente desenhado para este fim, para efetuar o carregamento da aeronave. Utiliza-se um container de lona (vide foto) que é enchido com o fertilizante previamente ou utiliza-se um “big bag” que já venha com a carga certa para a aeronave. O caminhão suspende o container ou “big bag” sobre a aeronave e descarrega seu conteúdo no reservatório.  Esta é uma operação limpa, sem desperdício de fertilizantes. Ficando a aeronave parada por apenas 60 segundos.

Aplicação:

Após o carregamento, a aeronave decola para fazer a aplicação utiliza-se equipamento de balizamento por satélite DGPS para linhas paralelas. Esse equipamento permite que o piloto consiga efetuar linhas paralelas de aplicação proporcionando uma cobertura uniforme sem sobreposição excessiva (que causaria um desperdício de fertilizante) e sem falhas (o que reduziria a eficiência da adubação)

 

Fonte: Aviação Agrícola JB Mumbach

Anuncie RM Neuvoo