Voltar

Madeiras : Painéis

LVL

Introdução

O LVL foi utilizado pela primeira vez na confecção de hélices de avião e outras peças de alta resistência de aeronaves durante a segunda guerra mundial. Trabalhos pioneiros com este tipo de painel foram publicados ao longo da década de 40.

Na década de 60, já no segmento da construção civil, empresários norte americanos colocaram no mercado vigas compostas de madeira do tipo Viga-I. Estas Vigas-I representavam um produto que podia suportar mais carga em relação ao seu próprio peso do que qualquer outro material existente até então. As vendas do produto logo estouraram, o sucesso foi em virtude do baixo peso, alta resistência e a habilidade em vencer grandes vãos que o produto oferecia, representando um substituto ideal para as vigas de madeira maciça.

Contudo, a produção destas Vigas-I de alta qualidade dependia de um suprimento de madeira serrada de alta resistência, para confecção das peças superiores e inferiores, e este suprimento de peças uniformes era bastante problemático. Como solução, os empresários desenvolveram peças de madeira produzidas com lâminas de 2,54 mm coladas de Douglas Fir. Estava criado o LVL na construção civil. O material passou então a ser comercializado na composição de vigas e como peças inteiriças como acontece até hoje.

Usos

Os principais usos do LVL são: confecção de paredes estruturais ou não estruturais, batentes de portas e janelas, corrimãos, degraus de escadas, pisos, estruturas de telhados, pontes, tampos de mesa, estruturas de móveis em geral.

O eucalipto tem demonstrado um grande potencial na confecção de painéis LVL. No Brasil, em vista da grande disponibilidade de plantios comerciais por parte de outros segmentos industriais, o desenvolvimento deste tipo de material pode ser facilitado. Outras espécies, com densidades e características variadas devem ser testadas, e os estudos com painéis LVL no Brasil devem ser incentivados frente ao crescente mercado internacional para este tipo de produto.
Neuvoo Anuncie RM