Voltar

Madeiras estadunidenses e exóticas

Faia

Nome científico:
Fagus grandifolia

Outros nomes e Espécies Afins:
American Beech

Descrição da Árvore
O alburno da faia americana é branco com matiz avermelhada, enquanto que o cerne tem uma cor marrom avermelhada com tonalidades claras e escuras. A faia americana tende a ser um pouco mais escura e menos consistente que a faia européia. Geralmente, esta madeira possuir uma nervura reta com uma textura fechada e uniforme.

Propriedades Físicas:
A madeira da faia americana está classificada como pesada, dura, forte, altamente resistente aos impactos e muito adequada para a curvatura à vapor.

Gravidade específica: 0,64
Peso médio: 721 kg/m3
Encolhimento volumétrico médio: 13%
Módulo de elasticidade: 11.859 MPa
Dureza: 5782 N

Região de Ocorrência:
Em todo o Leste dos Estados Unidos. A concentração do comércio se encontra nos estados centrais da costa atlântica.

Durabilidade:
Está classificada como não resistente à decomposição do cerne e como suscetível ao ataque de coleópteros comuns da mobília e de outros tipos de vermes mas é permeável ao tratamento com preservativos.

Disponibilidade:
EUA: em sua maioria, limitada a baixas classificações.
Exportação: muito limitada devido a baixa procura e a ampla disponibilidade da faia européia.

Trabalhabilidade:
A faia americana não oferece dificuldade alguma para as ferramentas manuais ou para o maquinário. Conta com boas propriedades de fixação com pregos e de colagem. Pode ser pintada e polida para atingir um bom acabamento. Seca rápido, embora tenha muita tendência a entortar, separar-se e apresentar gretas superficiais. É propensa a encolher muito e a uma variação moderada no rendimento final.

Indicações de Uso:
Móveis, portas, assoalho, marcenaria interna, painéis, cabos para escovas e brochas, além de torneados. É particularmente adequada para caixas de alimentos porque não tem cheiro nem sabor.

Fonte: AHEC
Neuvoo Anuncie RM