Voltar

Madeiras bolivianas e exóticas

Roble-cerejeira

Roble-cerejeira Nome científico:
Amburana cearensis

Nome comercial:
Roble, sorioco, tumi.

Nome comum:
Roble.

Nome comum em outros países:
Brasil: Cerejeira; Perú: Ishpingo; Argentina: Trebol.

Família:
Leguminosae

Região de ocorrência:
Bosques úmidos subtropicais em transição com bosques úmidos temperados.

Descrição da árvore:
Altura total até 30 m, copa mediana, folhas verde intenso

Características da Madeira:
Albura de color branca amarelada com transição abrupta, o cerne marron amarelado a marron claro. Anéis de crescimento claramente diferenciados por zonas escuras, poros grandes e visíveis

Propriedades Físicas:
Densidade (12 % C.H.):530 kg/m3
Peso específico básico:500 kg/m3 (Mediana)
Contração total, radial:3,0 %
Contração total, tangencial:4,3 %
Contração total, volumétrica:8,1 %
Porosidade total:60 %
Taxa T/R:1,4 (Madeira muito estável)
Ponto de saturação das fibras:29 %

Propriedades Mecânicas (12% C.H.):
Flexão estática (Esforço ruptura):720 kg/cm²
Compressão paralela ao grão (Esforço ruptura):453 kg/cm²
Dureza lateral (Janka):546 kg

Trabalhabilidade e Acabamento:
Aplainar:boa
Perfuração: boa
Lixação: boa
Torneado: bom

Secagem e Preservação Natural:
Secagem ao ar livre: Moderadamente rápida, porém as peças tendem arquear e encurvar.
Secagem na estufa: Se comporta bem na secagem.
Durabilidade natural: Pouco durável sem tratamento preservante.
Permeabilidade: Moderadamente permeável

Indicações de uso:
Chapas, marceneria, molduras, obras de carpintaria, portas, revestimentos, brinquedos, peças torneadas.

Fonte: ariquemes.com.br
Neuvoo Anuncie RM