Voltar

Madeiras brasileiras e exóticas

Pau-óleo

Nome científico
Copaifera trapezifolia

Descrição da árvore
Forma: árvore perenifólia, com 10 a 20m de altura e 30 a 60cm de DAP, podendo atingir até 25m de altura em Pernambuco e 35m de altura e 100cm ou mais de DAP, na Região Sul, na idade adulta.
Tronco: reto (muitas vezes perfeito) e cilíndrico. Fuste com até 20m de comprimento.
Ramificação: dicotômica. Copa larga arredondada, umbeliforme, densa, com folhagem verde-escura intensa.
Casca: com espessura de até 15 mm. A casca externa é acinzentada, normalmente com manchas brancas, áspera, com fissuras superficiais finas, dispostas longitudinalmente ou reticuladas, com marcas retilíneas transversais que representam as cicatrizes nas alturas das afixações dos pecíolos foliares. A casca interna é amarela-esbranquiçada.
Folhas: alternas, paripinadas e compostas

Características da Madeira
Massa específica aparente: a madeira do pau-óleo é moderadamente densa (0,60 a 0,86 g/cm³), a 15% de umidade.
Cor: o alburno é de coloração bege-claro-rosado, e o cerne geralmente avermelhado-escuro.
Características gerais: superfície lisa a lustrosa, uniforme; textura média e uniforme; grã direita ou ondulada. Cheiro indistinto e gosto ligeiramente adstringente.
Durabilidade natural: madeira resistente a umidade e aos organismos xilófagos.
Preservação: apresenta os poros preenchidos por óleo-resina, que reduz consideravelmente sua permeabilidade a produtos preventivos.
Outras características: segundo os madeireiros, existem as seguintes variedades de madeira: preta, rajada, amarela e branca, sendo as melhores a preta, a amarela e a rajada.

Espécies Afins
Copaifera trapezifolia, separa-se de C. langsdorffii (ver Nº 30) por apresentar folhas menores, sementes maiores e habitat diferenciado (Klein, 1982). C. trapezifolia se assemelha superficialmente com C. oblongifolia, diferindo principalmente pelo número de folíolos e pelo tamanho do fruto (Dwyer, 1951).

Produtos e Utilizações
Madeira serrada e roliça: a madeira do pau-óleo é comumente usada em marcenaria em geral, móveis comuns e de luxo, lambris; laminados. Madeira especial para mastros de barco de pesca, implementos agrícolas, peças para carretéis e coronhas de fuzil.
Energia: produz lenha de boa qualidade.
Celulose e papel: espécie inadequada para este uso.
Outros produtos: do tronco são extraídos óleos essenciais.

Ocorrência Natural
Latitude: essa espécie é encontrada naturalmente em duas áreas disjuntas. A primeira, em Pernambuco entre 7º50' S a 9º S, e a segunda entre 19º30´ S (Minas Gerais) a 30º15' S (Rio Grande do Sul).
Variação latitudinal: de 10m no litoral da Região Sul a 1.000m de altitude em Pernambuco.

Neuvoo Anuncie RM