Voltar

Madeiras brasileiras e exóticas

Castanha de macaco

Castanha de macaco

Nome científico
Cariniana micrantha Ducke Lecythldaceae

Distribuição geográfica
Ocorre nas matas de terra firme no Estado do Amazonas, Estado do Pará e bacia amazônica.
Denominações vulgares
Castanha de macaco, tauari.
Descrição da árvore
Altura (m): 50 m
Tronco: fuste reto
Diâmetro (cm): 1,50m
Casca: Cinzenta

Característica da madeira
Peso específico básico (g/cm³): 0,60 moderadamente pesada
Cor do cerne: castanho ama-relado
Cor do alburno: mais claro
Grã: regular
Textura: grossa
Cheiro e gosto: imperceptíveis
Trabalhabilidade: É fácil de trabalhar, recebendo bom acabamento.
Poros: claramente visíveis mesmo sem lente, pouco numerosos, médios e grandes, solitários, alguns geminados com formação de cadeias radiais; vazios ou de conteúdo esbranquiçado e brilhante.
Figura: Linhas vasculares nítidas a olho nu, retas e longas.
Figura radial: transversal finos e numerosos, visíveis sem auxílio de lupa, regularmente espaçados
Figura tangencial: são baixos e dispostos de maneira irregular.
Parênquima: visível apenas sob lente, pouco contrastado, composto por linhas finas, de aspecto irregular e muito numerosas, criando trama reticulada com os raios.
Camadas de crescimento: percebidas por zonas fibrosas mais escuras.

Usos indicados
Cabos de ferramentas, caixotaria, marcenaria, construção civil e naval em geral.

Neuvoo Anuncie RM