Voltar

Madeiras brasileiras e exóticas

Bracatinga-de-camo-mourão

Nome científico:
Mimosa flocculosa

Descrição da árvore
Forma: arvoreta perenifólia, com 1,5 a 5m de altura, na idade adulta. A maior altura conhecida é de 10m obtida em plantios experimentais. O crescimento em DAP varia de 5cm a 15cm, raramente ultrapassando esta dimensão.
Tronco: irregular e curto.
Ramificação: racemosa, dicotômica a tricotômica. Copa irregular, ampla e densa, subindo anualmente. O diâmetro da copa varia de 0,5m até 5 m.
Casca: com espessura de até 5 mm. A casca externa é marrom-clara a marrom-escura, lisa, com cicatrizes deixadas pela queda dos galhos. A casca interna é levemente amarelo-esverdeada.

Características da Madeira
Densidade básica: 0,47 g/cm³.
Cor: alburno e cerne castanho-claro. Não há estudos das propriedades físicas e mecânicas da madeira da bracatinga-de-campo-mourão.

Espécies Afins
Principalmente as espécies do gênero Mimosa que apresentam flor rósea dentro de sua área de ocorrência natural. M. regnellii var. supersetosa Burkart e M. regnellii var. regnellii Bentham, ambas de pequeno porte, porém de vida mais longa e com presença de acúleos. A bracatinga-de-campo-mourão separa-se destas duas espécies pela ausência de acúleos. Na região centro-oeste do Paraguai, M. plumosa M. Micheli é par vicariante de M. flocculosa (Barneby, 1991).

Produtos e Utilizações
Madeira serrada e roliça: há restrições ao seu uso como madeira, devido a pequena dimensão.
Energia: poderá, eventualmente, ser usada em pequena escala, como lenha, principalmente em uso doméstico. Poder calorífico de 5.200 Kcal/kg.
Celulose e papel: espécie inadequada para este uso.

Ocorrência Natural
Latitude: 23º S (Mato Grosso do Sul) a 25º S (Paraná), no Brasil, atingindo 26ºS no Paraguai.
Variação altitudinal: de 250m no Mato Grosso do Sul, a 800m de altitude no Paraná.

Neuvoo Anuncie RM