Voltar

Madeiras chilenas e exóticas

Alerce

Região de ocorrência:
O Alerce, é uma espécie milenar do sul do Chile, de madeira valiosa e lento crescimento, prefere ladeiras altas das montanhas da cordilheira, e setores de altas precipitações, pantanosos. É uma das espécies nativas que alcança maior tamanho, tanto em altura como em diâmetro, chegando a medir entre 40 e 50 metros de altura e 3 a 4 metros de diâmetro, a uma idade superior aos 1.000 anos, com um tronco reto que em geral, se apresenta livre de ramas até numa grande altura.

Descrição da árvore:
O Larch igual à Araucária e o Píneo, possui um cerne e uma brancura muito definida. O cerne deles é de cor de marrom avermelhada escura, variando para vermelho, contrastando notavelmente com a brancura da cor branca amarelada, creme. Os anéis de crescimento são visíveis, regulares e muito estreitos, o que produz um bonito efeito na madeira. Possui uma textura bem homogênea, fácil de trabalhar. Foram encontradas exemplares com 3.500 anos, mais de 50 metros de altura e com diâmetro 4,5 metros.

Resistência:
É uma madeira semi-leve, de grande resistência para a água, é macia e apresenta pequena capacidade mecânica à flexão, considerada resistente em relação ao peso.
Na atualidade, devido a uma intensa exploração, só é achada em alguns setores da cordilheira da costa e na ilha de Chiloe, formando florestas puras, ou compartilhando com a coigüe, lenga, coigüe de magallanes, árvore de canela, mañio e tepa.

Indicações de uso:
É a espécie que produz a madeira de maior valor comercial no Chile e fica situada entre as melhores no mundo. Os usos principais estão na construção de postes de transmissão, forros internos e externos, chapas, marcos de portas e janelas, cortinas, carpintaria em geral, artes, aviões, aquedutos, barris para mel, móveis, lápis, instrumentos musicais.

Fonte: chilexport.com
Neuvoo Anuncie RM Gell