Voltar

Madeiras brasileiras e exóticas

Macacarecuia

Nome Científico:
Couropita guianensis AubI,, Lecythidaceae.

Outros nomes e Espécies Afins:
No Brasil é chamada de Castanha-de-macaco, Abricó-de-macaco, Cuia-de-macaco; no Suriname e América Central é conhecida como Boshkalabas.

Descrição da Árvore:
Árvore cauliflora, bastante alta, com até 20 m de altura e de 60 a 120 cm de diâmetro. Fuste volumoso, de esgalhamento distinto e emaranhado.

Características da Madeira:
Cerne e alburno praticamente indistintos, de cor amarelo-creme, quase branco quando recém-cortado. Grã regular, textura média, cheiro desagradável quando recém-cortada, perdendo-o após secagem; gosto imperceptível.

Região de Ocorrência:
É freqüente no estado do Pará (Ilha do Marajó, Lago Salgado e Estuário), e também pode ser encontrada no estado do Amazonas e nas Guianas. Normalmente ocorre nos igapós e margens inundáveis de rios.

Propriedades Físico-Mecânicas:
A madeira de Macacarecuia é leve, com resistência mecânica e retratibilidade volumétrica baixas.

Massa específica g/cm3 kg/m3
Aparente(15% de umidade) 0,42 420
Básica 0,39 390
Retração Total Radial Tangencial Volumétrica
(%) 3,2 6,3 9,8
Índice tangencial/radial = 1,97
Resistência Mecânica (kgf/cm2) Madeira Verde A 15% de umidade
Compressão axial 204 354
Flexão estática 366 580
Tração normal - -


Comportamento Durante a Secagem:
Não há informações sobre a secagem da madeira de Macacarecuia. Por ser permeável, provavelmente seja de fácil secagem.

Trabalhabilidade:
Fácil de se trabalhar; recebe bom acabamento, porém de lustro reduzido.

Indicações de Uso:
Acabamentos interiores em construção civil tais como rodapés, molduras, guarnições, forros e similares; embalagens leves, brinquedos, painéis compensados, moldes para fundição, etc.
Anuncie RM Neuvoo