Voltar

Madeiras brasileiras e exóticas

Guapeva

Nome Científico:
Pouferia sp., Sapotaceae.

Outros nomes e Espécies Afins:
Na região Amazônica, diversas espécies do gênero Pouteria são designadas pelo nome de Abiurana.

Descrição da Árvore:
Árvores de 20 a 30 m de altura e 60 a 100cm de diâmetro. Copa ampla e irregular, tronco reto; casca grossa de cor castanha e com sulcos longitudinais.

Características da Madeira:
Cerne bege-rosado-claro ou róseo-pálido, uniforme; superfície lisa ao tato, pouco lustrosa, textura média, grã direita; sabor ligeiramente adstringente e cheiro imperceptível.

Região de Ocorrência:
Comum nas Serras da Cantareira e Paranapiacaba, estado de São Paulo, dispersando-se em toda zona litorânea, desde o sul da Bahia até Santa Catarina.

Propriedades Físico-Mecânicas:
Madeira pesada, de retratibilidade volumétrica média e resistência mecânica entre média e alta. Baixa resistência natural ao apodrecimento.

Massa específica g/cm3 kg/m3
Aparente(15% de umidade) 0,87 870
Básica 0,69 690
Retração Total Radial Tangencial Volumétrica
(%) 6,0 11,7 19,5
Índice tangencial/radial = 1,95
Resistência Mecânica (kgf/cm2) Madeira Verde A 15% de umidade
Compressão axial 471 652
Flexão estática 988 1.319
Tração normal 59 -


Comportamento Durante a Secagem:
Madeira sobre a qual inexistem informações quanto ao comportamento durante a secagem.

Trabalhabilidade:
De fácil trabalhabilidade. Dócil ao corte e à serra, recebendo bem o verniz e a pintura.

Indicações de Uso:
Quando convenientemente tratada com preservantes, a madeira de Guapeva pode ser empregada para postes, moirões, esteios, estacas, vigas, caibros e ripas, esquadrias, dormentes, cruzetas, embalagens pesadas, etc.
Anuncie RM Neuvoo