Voltar

Madeiras paraguaias e exóticas

Yvyra pere

Nome Científico:
Apulela leiocarpa (Vogel) Macbride., Leguminosae.

Outros nomes e Espécies Afins:
A madeira de Grápia também recebe as de denominações de Garapa, Grapiapunha, Grapiá, Amarelinho, Gema-de-ovo. Garapeira.

Descrição da Árvore:
Árvore com 25 a 30 m de altura e diâmetro de 60 a 100 cm. Seu tronco cilíndrico é um pouco tortuoso, possuindo uma casca fina, dura, de cor pardo-amarelada, que se desprende em placas rígidas.

Características da Madeira:
Cerne do bege-amarelado ou amarelo levemente rosado até róseo-acastanhado, uniforme; alburno branco-amarelado. Grã irregular a reversa; superfície lisa, lustrosa, de textura média; cheiro e gosto imperceptíveis.

Região de Ocorrência:
A espécie Apulela lelocarpa ocorre nas matas pluviais do sul da Bahia e norte do Espírito Santo até o Rio Grande do Sul, Argentina e Paraguai. Na região Amazônica verifica-se a presença de uma variedade dessa espécie (A. lejocarpa var. molaris), que é denominada de Muiraluba ou Barajuba.

Propriedades Físico-Mecânicas:
Trata-se de uma madeira pesada e dura, de média retratibilidade volumétrica e com resistência mecânica entre média e alta. Possui moderada resistência natural ao apodrecimento.

Comportamento Durante a Secagem:
Madeira de secagem difícil, que deve ser lenta e bem controlada para evitar a alta incidência de defeitos.

Trabalhabilidade:
Madeira fáciI de se trabalhar desde que se use ferramentas apropriadas devido á presença de sílica; porém recebe bem cola e proporciona bom acabamento.

Indicações de Uso:
Construção de estruturas externas tais como dormentes, postes, estacas, moirões, cruzetas e similares; em construção civil como vigas, caibros, ripas, marcos ou batentes de portas e janelas, esquadrias, assoalhos, forros e similares. E também indicada para tanoaria, carrocerias, cabos de ferramentas e construção naval.
Neuvoo Anuncie RM