Glossário

Glossário: P

+ Pacote
Divisão da prancha em amarrados cujas folhas tem uma mesma largura e comprimento.
+ Padrão
Nível ou grau de qualidade de um elemento - substância ou produto, que é próprio ou adequado a um determinado propósito. Os padrões são estabelecidos pelas autoridades, como regra para medidas de quantidade, peso, extensão ou valor dos elementos. Na gestão ambiental, são de uso corrente os padrões de qualidade ambiental e dos componentes do meio ambiente, bem como os padrões de emissão de poluentes
+ Padrões de Qualidade Ambiental
Condições limitantes da qualidade ambiental, muitas vezes expressas em termos numéricos, usualmente estabelecidos por lei e sob jurisdição específica, para a proteção da saúde e do bem-estar dos homens
+ Pagamento Por Serviços Ambientais (PSA)

São benefícios que as pessoas obtêm da natureza direta ou indiretamente, através dos ecossistemas, a fim de sustentar a vida no planeta.

+ Painel
Folha, lâmina de contraplacado, chapa de fibra, chapa de partícula, etc., de qualquer tipo.
+ Painel acústico
Painel reconstituído, possuindo características que o torne isolante e/ou absorvedor de ruídos. Usualmente tem baixa densidade e superfície de grande rugosidade.
+ Painel de fibra
Painel de madeira reconstituída, formado por madeira desfibrada por processos mecânicos e a seguir prensada por umidade e calor, com o fim de reativar a lignina e solidificar sua estrutura. Após isto a chapa é temperada por alta temperatura e reumedecida por um tratamento a vapor.
+ Painel de fibra betuminoso
Painel poroso de fibra de madeira, com adição de betume.
+ Painel de fibra orientada
Painel de multicamadas feito por meio de lâminas de madeira cortadas tangencialmente com um determinado molde e espessura pré-determinada, junto com o aglutinante. As fibras da lâmina na camada externa são alinhadas em paralelo, e orientação das camadas centrais começa após o painel.
+ Painel de perfil
Painel cuja face é curvada em plano e em elevação, utilizado em móveis de ângulos.
+ Painel de revestimento
Painel formado de madeira de baixa qualidade, recoberto de papel "kraft" e utilizado como material de revestimento.
+ Painel estrutural
Painel de multicamadas feito por meio de lâminas de madeira cortadas tangencialmente com um determinado molde e espessura pré-determinada, junto com o aglutinante. As fibras da lâmina na camada externa são alinhadas em paralelo, e orientação das camadas centrais começa após o painel.
+ Painel extrudado
Painel cheio ou semi-oco, obtido por compressão de partículas no sentido plano. Empregado para a realização de sarrafos
+ Painel graduado
Painel constituído de partículas de madeira contínua, mais grossas no interior e mais finas na superfície.
+ Painel impresso
Painel que apresenta decoração reproduzida por impressão. Destina-se principalmente, para fundos de gavetas e costas de móveis.
+ Painel inflamável
Painel cuja fabricação inclui um tratamento que retarda sua reação ao fogo.
+ Painel isonate
Painel cuja densidade e condutividade térmica são fracas. Serve para isolar a acústica.
+ Painel maciço
Painel constituído por uma única folha de madeira.
+ Painel resocor
Painel isolante destinado a construção ou a indústria, constituído por um miolo em compensado de madeira, formando um conjunto regular de alvéolos, de secção quadrada, cujos espaços vazios são preenchidos por um isolante plástico e por duas faces de madeira lenhosa lisa.
+ Painel sarrafeado
Painel cujo miolo é constituído por ripas de madeira, coladas ou não entre elas, com a fibra da madeira no sentido do comprimento do papel.
+ Painel semi-oco
Painel cujo miolo é constituído por uma rede de madeira ou de papelão, em forma de alvéolos, empregado na fabricação de portas isoplanas.
+ Painel temperado
Painel duro no qual se juntam produtos secativos a fim de aumentar a densidade e a resistência.
+ Palitos
é o nome dado aos aglomerados de fibras que não foram desmanchadas durante a operação de cozimento, e são posteriormente separados nos depuradores rotativos.
+ Pallet
palavra da língua inglesa cuja tradução literal é ?paleta?. No Brasil, o termo é utilizado para identificar uma armação de madeira ou de material plástico resistente, de forma retangular ou quadrada, formada por um ou dois estrados sobrepostos com espaço entre eles necessário para a inserção dos ?garfos? de uma empilhadeira. Normalmente utilizado para facilitar a movimentação de produtos embalados ou não, tanto nas atividades de transporte (carga e descarga) como nas de armazenagem.
+ Palmatinérveas
Folha aérea com várias nervuras principais a saírem da base do limbo. Exemplo Plátanos.
+ Palustre
Ambiente de sedimentação própria de pântanos. Sin.: pantanoso
+ Paneleiro
Móvel de cozinha que normalmente se apóia no piso, podendo também ser fixado na parede, destinado a armazenar panelas, objetos de cozinha ou utensílios de limpeza.
+ Panícula:
inflorescência composta e de natureza variada, em cacho ou em espiga.
+ Pano de fundo
Pedaço de tecido ou de outro material que cobre a face traseira da guarnição do encosto e a parte interior do assento de um móvel.
+ Pantanal
área plana no Centro-Oeste do país, formada por campos de gramíneas, que permanece alagada parte do ano em virtude das cheias dos rios da região. Além desses biomas podemos destacar os manguezais, as dunas, as áreas costeiras, as ilhas costeiras e oceânicas, as restingas e outras zonas de transição.
+ Pântano
Terreno plano, constituindo baixadas inundadas, junto aos rios
+ Pantógrafo
Máquina que fresa peças planas ou irregulares pelo movimento manual dos cabeçotes, guiado por um pino apalpador que é movimentado sobre um gabarito preso no centro da máquina.
+ Pão de Açúcar
Forma de relevo residual que apresenta feições variadas, encostas predominantemente convexas, desnudadas e com elevadas declividades. Sin.: Pontão
+ Papel
Substância feita de fibras vegetais, convenientemente desintegradas, reduzidas à polpa e depois dispostas em folhas delgadas.
+ Papel fenólico
Material de revestimento, constituído de um papel decorativo, impregnado com uma resina fenólica que, colocada sob determinadas condições de temperatura e pressão e adere ao painel antes de polimerizar.
+ Papel melamínico
Papel que serve de suporte para um filme de resina melamínica
+ Papelão
produto encorpado e forte, liso ou enrugado, obtido mediante a moagem ou desfibração de madeira em processo semelhante ao utilizado na produção de polpa ou pasta de madeira, ou através da industrialização da própria polpa ou pasta.
+ Paralelo
Círculo da superfície da Terra, paralelo ao plano de equador, e que une todos os pontos de mesma latitude
+ Parapeito
Peça de madeira ou de outro material que compõe a parte inferior de uma janela e serve de apoio a quem nela se debruça.
+ Parcela de inventário
Área de terreno conhecida onde se executam medições e avaliações de campo com vista ao tratamento estatístico dos dados para inferência das características dos povoamentos. Foram definidas parcelas de inventário com área igual a 500 m2. O mesmo que parcela de amostragem.
+ Parênquima axial
Conjunto de células de tecido parenquimático do xilema, que ocorrem em série vertical no tronco, poliédricas, imperfuradas, não lignificadas, responsáveis pelo armazenamento de substâncias nutritivas para o vegetal. O parênquima axial pode ser apotraqueal (quando não está associado aos vasos) ou paratraqueal (quando está associado aos vasos).
+ Parênquima radial
Conjunto de células dos raios de natureza parenquimática, que constitui o sistema de condução no sentido da casca para a medula nas árvores. As células do parênquima radial podem ser eretas (cujo maior eixo se dispõe verticalmente) ou procumbentes (quando o maior eixo está disposto no sentido horizontal).
+ Paripinada
Diz-se da folha composta (pinada) que tem número de par de folíolos (pinas).
+ Paripinadas
Folhas que crescem em pares em torno do galho.
+ Parquet Mosaico (Mosaic Parquet)
Placa constituída de várias peças pequenas de madeira podendo ser instaladas em diferentes direções inclusive formando desenhos tipo mosaicos.
+ Parquete
Peça ou grupo de peças de madeira empregados em revestimentos de soalhos, paredes, etc., constituindo desenhos e figuras.
+ Parquetone (Parquetoni)
São tacos de dimensões médias. Espessuras de 10 mm; Larguras variam de 60 a 75 mm; e Comprimentos variam de 360 a 450 mm.
+ Particleboard (PB)
O aglomerado é uma chapa de partículas discretas de vários tamanhos (diferente das fibras) de materiais ligno-celulósicos, unidas por ligante ou resina sintética sob pressão e calor. Certas propriedades podem ser melhoradas com a introdução de aditivos durante a fabricação, tal como no MDF.
+ Partícula
Pequeno fragmento de madeira ou outro material fibroso lignocelulósico.
+ Pasta de madeiras
o mesmo que pasta mecânica.
+ Pasta mecânica
também chamada em menor escala por alguns, de pasta de madeira, é o material obtido da madeira, por processos puramente mecânicos, em máquinas chamadas moinhos de pasta.
+ Pasta mecânica cozida
é a pasta obtida da madeira que foi tratada com vapor em autoclaves antes da moagem.
+ Pasta mecano-química
é a pasta mecânica obtida por processos convencionais, onde as toras de madeira receberam previamente uma impregnação com um produto químico, geralmente soda cáustica, carbonato de sódio , sulfito de sódio.
+ Pasta química
ver celulose. Pasta soda a frio - também conhecida como "cold soda", é a pasta obtida por uma variante do processo mecano químico, modernamente usado para madeiras duras.
+ Pastagem artificial
Coberto vegetal herbáceo, em grande parte semeado, destinado a dar alimento ao gado ou à caça in situ.
+ Pastagem natural
Plantas espontâneas, em geral herbáceas, que frequentemente são utilizadas para dar alimento ao gado ou à fauna bravia.
+ Pasto
área ao ar livre, normalmente cercada, podendo ser plana ou acidentada, natural ou plantada, na qual existe uma cobertura vegetal formada geralmente por espécies de gramíneas e/ou leguminosas, que servem de alimento ao gado.
+ Patim
Elemento rígido de uma lixadeira, destinado a nivelar eventuais oscilações deixadas pelos rolos, na face da peça que está sendo lixada.
+ Pátio de secagem
Lugar em que são empilhadas as madeiras serradas para secagem ao ar.
+ Paucifoliada
Folhagem esparsa, pouco densa.
+
1) Parte inferior de uma peça que sustenta, a partir do solo, o copro do móvel. 2) Unidade de medida linear, inglesa, correspondendo a 12 polegadas, e aproximadamente 30,48cm
+ Pedestal
Moldura grossa fixada sobre o rodapé.
+ Pedologia
Ciência que estuda a origem e o desenvolvimento dos solos. Seu campo de estudo vai desde a superfície do solo até a rocha decomposta
+ Pedule
Lamina resultante da faqueação da parte baixa do tronco, caracterizada por veias marcadas e irregulares.
+ Pedúnculo
Pequena haste que suporta uma flôr ou um fruto.
+ Peitoril
Peça de madeira ou de outro material que compõe a parte inferior de uma janela e serve de apoio a quem nela se debruça.
+ Pellets
Os pellets são fabricados com madeira reciclada que provém de resíduos florestas. É um combustível eficiente, de fácil manuseamento, limpo e não poluente.
+ Pence
Pequena prega de tecido utilizada no revestimento de um móvel estofados que vai afinando gradativamente, num ou nos dois sentidos.
+ Peneiro de cavacos
é uma peneira horizontal, de malha apropriada, usada para classificar os cavacos de acordo com seu tamanho e separar lascas e pedaços de madeira. São usadas em um ou dois estágios.
+ Península
Massa continental que se encontra circundada quase que completamente pelas águas, e ligada ao continente por uma faixa estreita de terra. Ver também istmo
+ Percentagem de coberto arbóreo
Razão entre a área da projecção horizontal das copas das árvores e a área de terreno respectiva. (unidades: %).
+ Percinta
Tira de lona ou borracha que serve para dar suporte a espuma, ou material equivalente de um móvel estofado.
+ Perenifólia
A espécie que tem folhas perenes, ou seja que não caem. O oposto de caducifólia.
+ Perfil do Solo
Seção vertical ou corte do solo, pelo qual se identificam seus horizontes
+ Perfiladeira
Máquina que dimensiona peças, serrando-as em ângulo reto, executa perfis.
+ Perfuração
Furo profundo na madeira, provocado por insetos (carunchos, vespa, etc.).
+ Perfuração grande
Perfuração com um diâmetro maior que 3 mm.
+ Perfuração pequena
Perfuração com um diâmetro menor que 3 mm.
+ Perímetros Florestais
Áreas constituídas por terrenos baldios ou camarários, submetidos a Regime Florestal Parcial. Na 3ª revisão do IFN são consideradas apenas as áreas sob gestão do MADRP.
+ Período de resfriamento
Período de tempo necessário para resfriar a madeira após a secagem e antes de iniciar a usinagem.
+ Permeabilidade
Propriedades da madeira que permite, em maior ou menor grau, a penetração dos preservativos líquidos e a saída da água durante sua secagem.
+ Perna
Peça de suporte que serve de apoio ao móvel.
+ Pernadas
Galhos mais grossos da árvore
+ Peseira
Peça estrututral transversal as barras que ficam na extremidade da cama e que se opõe a cabeceira.
+ Peso da celulose
geralmente considera-se para a celulose, seu peso seco absoluto e seu peso seco ao ar. Comercialmente, por convenção internacional, a celulose é sempre vendida por seu peso seco ao ar.
+ Peso Específico
Peso de um solo por unidade de volume
+ Peso seco absoluto
é o peso da celulose descontada sua umidade total. ( Ver umidade da celulose).
+ Peso seco ao ar
Peso seco ao ar: por convenção é o peso da celulose na relação 90 - 100 de umidade. É o peso pelo qual a celulose é internacionalmente comercializada.
+ Peso verde
Peso da madeira com alto teor de umidade, contendo água livre nas cavidades celulares.
+ Pesticida
Agente químico empregado no controle de pragas. Na classificação de pesticidas estão incluídos: inseticidas para eliminação de insetos perigosos; herbicidas para controle de ervas daninham; fungicidas para o controle de doenças das plantas; rodencidas para exterminar ratos e camundongos; germicidas para desinfecção e algecidas para controle de algas
+ PH

Índice que constata a concentração de hidrogênio ou de hidroxilas em meio líquido. Varia de zero (ambiente ácido) a 14 (ambiente alcalino). Uma solução neutra tem pH igual a 7.

+ Picador
máquina que consiste essencialmente de um rotor onde estão ajustadas facas de aço especial de elevada dureza e resistência, bem afiadas, que cortam a madeira de encontro a uma contrafaca ou batente, em cavacos.
+ Pina
Parte de uma folha, composta do pecíolo ou ráquis e respectivamente pinas ou pínulas, folíolos secundários. Não se deve usar como sinônimo de folíolo
+ Pinada
Diz-se da folha composta, subdividida em foliólos ou pinas.
+ Pinha
fruto de árvores conífera como os pinheiros.
+ Pinheiro
denominação genérica de várias árvores que pertencem a família das Pináceas Coníferas, do gênero Pinus, muito utilizada na formação de florestas plantadas, principalmente em climas temperados, para produção de polpa de celulose e madeira para construção civil e fabricação de móveis.
+ Pirâmide de Biomassa
Engloba toda a biomassa de cada nível trófico. De modo geral, à medida que se sobe na pirâmide, a biomassa de cada nível diminui (quantidade de matéria orgânica), ao passo que a biomassa individual aumenta.
+ Pirâmide de Energia
Mostra o fluxo unidirecional de energia e explica a estrutura das pirâmides de números e de biomassa. A quantidade de energia disponível em cada nível é progressivamente menor, pois apenas uma fração da energia passa de um nível para outro.
+ Piso chanfrado (micro bevel)
Apresentam as bordas chanfradas.
+ Piso Pré-acabado (Prefinished)
Piso já envernizado pronto para instalação.
+ Piso reto (without micro bevel)
As bordas das peças são retas com ângulo de 90º.
+ Piso Rústico (Hand-scraped)
É um tipo de piso composto por peças com superfícies irregulares. O piso fica com uma aparência rústica.
+ Piso Sem Acabamento (Unfinished)
Piso que é envernizado após a instalação
+ Pistola de pintura com alimentação por bombeamento
Equipamento de pintura com pulverização, sem ar comprimido, reduzindo substancialmente o consumo de tinta.
+ Pistola de pintura com alimentação por pressão
Equipamento de pintura com mistura externa, alimentado por tanque de pressão, que tem por objetivo aumentar a produtividade
+ Pistola de pintura eletrostática
Equipamento de pintura alimentado por tanque de pressão, com mistura externa, utilizada para pintura com envolvimento da tinta no objeto a ser pintado, mediante atração eletrostática
+ Pistura de pintura por sucção
Equipamento de pintura por pulverização de tinta líquida, com princípio de funcionamento a vácuo, cuja finalidade é pulverizar o fluído na configuração desejada.
+ Placa de perfuração
Estrutura terminal de contato entre os elementos de vaso geralmente em ângulo oblíquo e não perpendicular ao comprimento do vaso (em algumas espécies ocorrem de maneira perpendicular ao comprimento, principalmente nas espécies mais evoluídas). Podem ser formadas por uma única abertura (simples) ou compostas por vários compartimentos (múltiplas escalariformes ou em barras, reticulada e ainda foraminada).
+ Placas de Deck (Decking Tiles)
São placas montadas com réguas de madeira e parafusos. Podem ser utilizadas para jardins, beira de piscinas e varandas. Podem ter superfície anti-derrapante.
+ Plaina
Instrumento utilizado na marcenaria, cuja finalidade é alisar a madeira.
+ Plaina de dentes
Instrumento que através do ferro denticulado, serve para fazer ranhuras e eliminar pequenos defeitos na superfície a ser colada, tornando-a áspera a fim de aumentar sua aderência.
+ Plaina desengrossadeira
Máquina em ferro fundido, constituída de um eixo com navalhas cortantes e dois rolos de alimentação, que funcionam automaticamente. Dispõe de dois rolos lisos, ao nível da mesa, que servem para o deslize do material. Possui, na parte superior, uma capa de proteção para cobrir o eixo. Serve para desbastar e uniformizar espessuras.
+ Plaina moldureira
Desengrossadeira com uma ferramenta superior, uma inferior e duas ferramentas laterais verticais, possibilitando a usinagem simultânea das quatro faces de uma madeira
+ Planalto
Termo geral utilizado para designar regiões da superfície terrestre de relevo suave, porém de altitude relativamente mais elevada, podendo ou não ser contornada por relevos mais rebaixados, apresentando, contudo sempre em um dos lados, um desnível altimétrico abrupto
+ Plâncton

É o conjunto de minúsculos animais (zooplâncton) e vegetais (fitoplâncton) que vivem em suspensão nos corpos d’água. Apesar de alguns se moverem por meio de flagelos, não lhes é atribuída capacidade de movimento ativo. É indicador da produtividade biológica de um corpo d’água.

+ Plâncton

É o conjunto de minúsculos animais (zooplâncton) e vegetais (fitoplâncton) que vivem em suspensão nos corpos d’água. Apesar de alguns se moverem por meio de flagelos, não lhes é atribuída capacidade de movimento ativo. É indicador da produtividade biológica de um corpo d’água.

+ Planície
Termo genérico referente a qualquer área plana ou suavemente ondulada de dimensões variadas que ocorre mais freqüentemente em áreas de baixa altitude, e onde são predominantes os processos de deposição e acumulação de sedimentos
+ Plano de manejo
Plano que limita ou regula os cortes em um ciclo administrativo de trabalho
+ Plano de Manejo Florestal e Plano Operacional Anual

O plano de manejo florestal e os planos operacionais são documentos escritos baseados em critérios técnicos adequados, em conformidade com a legislação ambiental e outras leis nacionais disponíveis. O plano de manejo se refere ao ordenamento das atividades florestais na unidade de manejo como um todo e o plano operacional anual se refere às atividades específicas naquele ano.

+ Planta
É a representação cartográfica plana de uma área de extensão pequena, de modo que a curvatura da Terra não precisa ser considerada e, por conseguinte, a escala possa ser constante
+ Planta de raiz nua
espécie vegetal produzida em canteiro e que é plantada com a raiz livre da maior parte da terra do viveiro.
+ Plantação
Instalação de floresta numa dada área, através de sementeira ou transplantação.
+ Plantação florestal
Formação florestal composta por espécies exóticas e/ou nativas, plantadas com objetivos específicos.
+ Plantas invasoras:
plantas de diversas espécies que ocupam o terreno com culturas comerciais e que competem por água, luz e nutrientes.
+ Plantio Direto
Sistema de semeadura, no qual a semente é colocada diretamente no solo não revolvido, através da utilização de máquinas especiais. É aberto um pequeno sulco ou cova, com profundidade e larguras suficientes para garantir uma boa cobertura e contato da semente com o solo, sendo que não mais do que 25% a 30% da superfície do solo são preparados
+ Plântula
embrião em desenvolvimento, após a germinação da semente;planta recém-nascida.
+ Plátano
gênero-tipo da família das platanáceas, que reúne grandes árvores nativas da América do Norte, da Europa Oriental e da Ásia, e que se caracterizam pelo córtex descamante; são dotados de grandes folhas decíduas, geralmente palmatilobadas, de flores em capítulos, e sementes globulares.
+ Platô
Áreas mais elevadas do relevo de uma região, com extensões variadas e declividades baixas, circundadas normalmente por escarpas e encostas
+ Pluma
Lamina obtida da parte da tora junto aos galhos.
+ Pluviometria
Parte da hidrometria que trata da medição de alturas de chuva
+ Plywood (PW)
As chapas de madeira compensada são compostas de lâminas de madeira coladas entre si. As lâminas são dispostas umas sobre as outras ortogonalmente, com a direção das fibras alternadas. Este procedimento, chamado de laminação cruzada, confere a chapa maior rigidez, resistência mecânica e estabilidade dimensional.
+ Pneumatóforo
Portador ou cheiro de ar
+ Poda
Cortar a rama ou os braços inúteis de árvores, arbustos, etc. Pode ser artificial ou natural
+ Poda artificial
é a remoção dos ramos verdes ou secos de árvores vivas por meios artificiais como: mão do homem, faca, tesoura, serrote,serras ou moto-serra etc.
+ Poda contínua
tipo de poda artificial que é executada em períodos estabelecidos de acordo com o desenvolvimento das plantas. Pode ser realizada todo mês, a cada dois meses etc. São retirados os galhos mortos ou doentes, ramos ladrões e galhos que não produziram em outras safras.Este processo é executado em todas as fases, do cultivo desde a floração até a fase de colheita.
+ Poda de forma ou de formatação
tipo de poda artificial contínua ou sistemática, efetuada nos limites exteriores das plantas através da retirada de galhos, ramos e folhas, com o objetivo de conferir a planta determinada forma ou feitio. Esta prática é muito utilizada em jardins e lavouras onde a forma da planta é importante para o manejo.
+ Poda de formação
tipo de poda artificial que tem por objetivo adaptara árvore à sua futura utilização.
+ Poda de limpeza
tipo de poda artificial leve que tem por objetivo retirar apenas ramos doentes e inconvenientes.
+ Poda de renovação
tipo de poda artificial que tem por objetivo o rejuvenescimento, reconstituição e tratamento da planta, através da eliminação de quase toda copa deixando somente os ramos principais para favorecer o crescimento de novos brotos e galhos.
+ Poda drástica
tipo de poda artificial bastante rigorosa, na qual se retira praticamente todos os galhos, com objetivo de rejuvenescimento da planta, através do crescimento de novos brotos e galhos. Ver poda de renovação.
+ Poda natural
é a morte e/ou queda natural dos ramos de árvores vivas, em virtude de causas como: deficiência de luz, apodrecimento,excesso de umidade etc.
+ Poda radicular
tipo de poda artificial efetuada no sistema radicular em viveiro, no sentido de retardar o desenvolvimento da parte aérea ou de provocar a formação de um sistema radicular mais denso.
+ Poda sistemática
tipo de poda artificial que é executada em períodos estabelecidos de acordo com o desenvolvimento das plantas e com a forma que se deseja para elas. Pode ser realizada semanalmente, quinzenalmente,todo mês, a cada dois meses etc. E neste processo são retirados os galhos mortos ou doentes, ramos ladrões, galhos inúteis e os que não produziram em outras safras. Este processo é executado em todas as fases do cultivo desde a floração até a fase de colheita.
+ Poda verde
tipo de poda artificial que é feita durante todo o período vegetativo da planta desde a brotação até a colheita. Ver poda contínua.
+ Podridão
Decomposição do tecido lenhoso pela ação de fungo. Caracteriza-se pela mudança de consistência e de coloração da madeira.
+ Podridão brozio
Decomposição da parte medular ou central do lenho.
+ Podridão cárie
Decomposição normalmente em forma de bolsa.
+ Podridão clara
Decomposição de coloração esbranquiçada, em conseqüência de fungos terem absorvido a lignina e deixado a celulose quase pura.
+ Podridão incipiente
Estágio inicial de decomposição geralmente caracterizado por uma alteração da cor natural da madeira.
+ Podridão parda
Decomposição de coloração enegrecida ou castanho-avermelhada, em conseqüência de fungo ter absorvido a celulose e deixado a lignina.
+ Pôlas
Rebentação caulinar ou radical que ocorre em algumas espécies de árvores quando cortadas junto ao solo ou a nível mais elevado. O mesmo que varas.
+ Policultivo
é o cultivo de várias espécies vegetais em um mesmo campo e no mesmo espaço de tempo.
+ Polímero sintético
Macromoléculas obtidas por reações químicas entre certos tipos de substâncias, mediante processos industriais que geralmente utilizam calor e catalisadores.
+ Polpa de madeira
Material fibroso obtido da madeira por processo mecânico ou por processos químicos, para posterior fabricação de papel, papelão, chapas de fibra ou outros produtos celulósicos
+ Polpa mecânica
material obtido por separação das fibras da madeira,mediante processos mecânicos de tratamento como moer, macerar, cortar,amassar, triturar etc
+ Polpa química
material obtido por dissolução da madeira em reação química, até alcançar a separação das fibras.
+ Poltrona
Cadeira com braços, geralmente estofada, de uso individual.
+ Poluente
Águas residuais, despejos industriais ou outras substâncias prejudiciais ou indesejáveis que deterioram a qualidade da água, do ar ou do solo
+ Poluição
Qualquer interferência prejudicial aos usos preponderantes das águas, do ar e do solo, previamente estabelecidos
+ Poluição Ambiental
É a adição ou o lançamento de qualquer substância ou forma de energia - luz, calor, som; ao meio ambiente em quantidade que resultem em concentrações maiores que as naturalmente encontradas. Os tipos de poluição são, em geral, classificados em relação ao componente ambiental afetado - poluição do ar, da água, do solo; pela natureza do poluente lançado - poluição química, térmica, sonora, radioativa etc.; ou pelo tipo de atividade poluidora - poluição industrial, agrícola etc.
+ Pomelé
Figuração rara existente nas laminas cuja característica são desenhos pequenos e pronunciados lembrando a Rádica. Dá-se também o nome de Meia Rádica ou Crespa. Quando o desenho é largo chama-se de Marezzato.
+ Ponta
Porção terminal de um cabo ou extremidade externa de qualquer área continental, que avança para o interior do corpo de água, sendo em geral menos proeminente que um cabo
+ Pontal
Língua de areia e seixos, de baixa altura, disposta de modo paralelo, oblíquo ou mesmo perpendicular à costa, que se prolonga algumas vezes, sob as águas, em forma de banco. A designação entre pontal e restinga é difícil em certas circunstâncias, principalmente quando o pontal corresponde a uma restinga incipiente
+ Pontalete
Peça de madeira, de topo retangular ou quadrado, que é usada em armações de telhados,assoalhos, forros, etc.
+ Ponto de saturação das fibras
Estado da madeira em que não se verifica presença de água nas cavidades das células, estando, porém, as paredes celulares completamente saturadas com água.
+ Pontoações
Cavidades ou depressões que variam quanto a profundidade, extensão e estrutura, unindo-se aos pares nas paredes das células, separadas unicamente por uma membrana comum por onde realiza-se a comunicação entre células.
+ Pontuação
Recesso na parede secundária de uma célula, onde uma fina membrana pode permitir passagem de líquidos desta célula para outra.
+ Pontuação areolada
Pontuação circundada por uma dilatação da parede secundária que se estende como um arco sobre a parte da abertura.
+ Pontuação cega
Pontuação na parede de uma célula que não é correspondida por uma pontuação na célula adjacente.
+ Pontuação simples
Pontuação formada simplesmente por um orifício na parede secundária.
+ População
Conjunto de indivíduos da mesma espécie que vivem numa área e num momento determinado
+ População Silvícola

São designados como povos aborígenes, autóctones, nativos ou indígenas, aqueles que viviam numa área geográfica antes da sua colonização por outro povo ou que, após a colonização, não se identificam com o povo que os coloniza. A expressão povo indígena, literalmente “originário de determinado país, região ou localidade; nativo”, é muito ampla, abrange povos muito diferentes espalhados por todo o mundo. Em comum, têm o fato de que cada um se identifica com uma comunidade própria, diferente acima de tudo da cultura do colonizador.

+ Populações disjuntas
populações de plantas cujas áreas de abrangência são separadas espacialmente.
+ Poro
Seção transversal de um vaso (folhosas) ou traqueídeo vascular (gimnospermas).
+ Poro múltiplo
Poro que se apresenta acompanhado por um ou mais poros imediatamente adjacentes.
+ Poro solitário
Poro que se apresenta isolado, separado dos poros adjacentes por uma certa distância.
+ Poros em cadeia
Conjunto de poros dispostos lado a lado de modo a formar uma linha contínua mais ou menos longa.
+ Porosidade
É a capacidade do papel em permitir a passagem de ar.
+ Porta
Painel móvel, destinado a fechar uma abertura de um móvel.
+ Porta almofadada
Porta composta de quadro e peça maciça, saliente ou reentrante, denominada almofada.
+ Porta basculante
Porta com um ou mais batentes móveis, acionados por básculo, que proporciona a entrada de ar e luz sem lhe devassar o interior
+ Porta de batente
Porta cuja folha gira em torno de um eixo vertical, posicionado em uma de suas bordas, sendo contida pelo rebaixo ou por outro anteparo existente no marco e podendo movimentar-se, portanto, apenas para um dos lados do vão.
+ Porta de bater
Porta cuja folha gira em torno de um eixo vertical, posicionado em uma de suas bordas, sendo contida pelo rebaixo ou por outro anteparo existente no marco e podendo movimentar-se, portanto, apenas para um dos lados do vão.
+ Porta de contrapeso
Porta aonde as manobras de abertura e fechamento são efetuadas com o auxílio de um contrapeso.
+ Porta de correr
Porta cuja folha apresenta movimento de translação horizontal, no plano da folha.
+ Porta de madeira
Porta na qual a folha, o quadro, as capas e/ou as almofadas são constituídos por madeira maciça e/ou derivados.
+ Porta de vaivém
Porta cuja folha gira em torno de um exico vertical, situado em uma de sua bordas, permitindo abrir-se para dentro e para fora.
+ Porta de vestíbulo
Porta de comunicação entre um cômodo e o quarto de vestir.
+ Porta decorada
Porta cuja folha recebe tratamento decorativo por meio de aplicações entalhes ou moldagens.
+ Porta direita
Porta de bater que se fecha com rotação no sentido anti-horário.
+ Porta dupla
Porta de batente, constituída por duas folhas sobrepostas, fixadas no mesmo marco.
+ Porta em bruto
Porta que não inclui no seu processo de fabricação o acabamento de qualquer de seus componentes.
+ Porta envidraçada
Porta constituída por folha que contém quadros guarnecidos com placas de vidro.
+ Porta esquerda
Porta de bater que se fecha com rotação no sentido horário.
+ Porta externa
Porta que serve de comunicação entre o interior de uma edificação e o ambiente exterior.
+ Porta giratória
Porta cuja folha gira em torno de um eixo vertical centrado e o movimento de rotação efetua-se sem interrupção.
+ Porta interna
Porta de comunicação entre cômodos internos de uma edificação.
+ Porta isolante acústica
Porta destinada a conferir um certo grau de isolamento acústico.
+ Porta isolante térmica
Porta destinada a conferir um certo isolamento térmico.
+ Porta lisa
Porta constituída por folha de face plana e homogênea, texturizada ou não.
+ Porta maciça
Porta constituída por um único tipo de material em todo o seu volume.
+ Porta pivotante
Porta cuja folha gira em torno de um eixo vertical posicionado nas proximidades de uma de sua bordas, de tal forma que, no movimento de rotação da folha, as bordas verticais deslocam-se para lados opostos do vão.
+ Porta sanfonada
Porta confeccionada com material flexível, que se fecha ou abre mediante retração ou extensão, orientadas por pequenos trilhos.
+ Porta veneziana
Porta constituída por folha que contém quadros guarnecidos com venezianas.
+ Portal
Porta confeccionada com material flexível, que se fecha ou abre mediante retração ou extensão, orientadas por pequenos trilhos.
+ Porte de sanfona
Porta confeccionada com material flexível, que se fecha ou abre mediante retração ou extensão, orientadas por pequenos trilhos.
+ Porto seco
também conhecido como Estação Aduaneira de Interior(EADI), são terminais situados em zonas secundárias, nos quais são executados os serviços operacionais de movimentação e armazenagem, com mercadorias que estejam sob controle aduaneiro.
+ Potamologia
Estudo dos cursos de água
+ Povoamento
A soma, em número ou volume, de todas as árvores de um maciço floresta.
+ Povoamento de origem artificial
Povoamento florestal resultante de sementeira artificial ou de plantação.
+ Povoamento de origem natural
Povoamento florestal proveniente de regeneração natural.
+ Povoamento equiénio ou regular
Povoamento em que a maioria das árvores pertence à mesma classe de idade. As árvores existentes formam um só andar de vegetação.
+ Povoamento irregular
Povoamento em que as árvores pertencem a diferentes classes de idades. Usualmente as árvores existentes não podem ser separadas em diferentes andares de vegetação.
+ Povoamento jardinado
Povoamento de estrutura irregular, em que coexistem árvores pertencentes a todas as classes de idade.
+ Povoamento misto
Povoamento florestal em que existem duas ou mais espécies de árvores presentes, nenhuma delas atingindo uma percentagem de coberto igual a 75%.
+ Povoamento multiénio
Povoamento florestal constituído por árvores que se distribuem por diferentes classes de idade (pé a pé, ou por bosquetes). Os povoamentos irregulares e jardinados são povoamentos multiénios.
+ Povoamento puro
Povoamento florestal composto por uma única espécie de árvores ou em que, caso exista mais do que uma espécie de árvores, uma delas atinge uma percentagem de coberto superior a 75%.
+ Povoamentos florestais
Área ocupada com árvores florestais com um grau de coberto no mínimo de 10%, que ocupam uma área no mínimo de 0,5 ha e largura não inferior a 20 metros.
+ Praga
insetos, fungos ou outros animais ou vegetais nocivos a determinadas culturas. Muitas das pragas e doenças que afetam as plantas são provenientes da ação destes organismos, porém elas só são atacadas quando estão desequilibradas ou não estão sendo cultivadas corretamente.
+ Prancha
Peça de madeira de grandes dimensões, utilizada para fins estruturais ou para a obtenção de peças menores.
+ Prateleira
Peça localizada horizontalmente no interior de um móvel que serve para apoiar objetos.
+ Prática Agropastoril

Prática de pastoreio de rebanhos em campos naturais ou cultivados. (2) Atividade agrícola com cuidados (pastoril, pastor, etc.), que hodiernamente poderá ser interpretada como agricultura com cuidados ecológicos e ambientais.

+ Prato
Mesa de metal que exerce ou recebe pressão, como numa prensa usada para colagem de compensado.
+ Pré-aquecimento
Processo atavés do qual a madeira no interior da estufa é aquecida antes de se iniciar o programa de secagem, sendo levada, em ambiente próximo da saturação, até a temperatura inicial (de termômetro seco) do programa.
+ Pré-Composto
Lamina obtida da sobreposição de várias laminas torneadas coladas e prensadas, tingidas ou não, formando um novo bloco que será faqueado obtendo-se a lamina pré-composta.
+ Pré-desbaste
Operação preliminar de lixamento destinada a retirar uma quantidade considerável de material, com a finalidade de eliminar certos defeitos de usinagem, como ondulações e marcas deixadas pelas ferramentas de corte
+ Pré-lixamento
Operação preliminar de lixamento destinada a retirar uma quantidade considerável de material, com a finalidade de eliminar certos defeitos de usinagem, como ondulações e marcas deixadas pelas ferramentas de corte
+ Prega costurada
Pequena prega de tecido utilizada no revestimento de um móvel estofados que vai afinando gradativamente, num ou nos dois sentidos.
+ Prensa
Instrumento manual ou mecânico destinado a comprimir ou pressionar a madeira.
+ Prensa contínua
Prensa hidráulica, provida de dispositivos de carregamento, colagem, prensagem, serragem e empilhamento, destinada a montar sarrafos, borda com borda, a fim de produzir painéis pré-cortados em diferentes dimensões.
+ Prensa para colagem de compensado
Prensa utilizada durante a cura do adesivo aplicado entre as lâminas que compõe o compensado.
+ Prensa para secar
Prensa cujos pratos são aquecidos, proporcionando a secagem de lâminas ou painéis de madeira.
+ Preparação do terreno
conjunto de operações utilizado para a limpeza de uma área, que consiste normalmente na retirada da vegetação e na mobilização do solo, que tem em vista a melhoria das condições do terreno para o desenvolvimento cultural das plantas ou de animais.
+ Presença de pó superficial
É a presença de partículas fibrosas ou de cargas minerais, dispersas na superfície do papel em qualquer uma das suas faces.
+ Preservação
é a intocabilidade da floresta e seus ecossistemas inclusive a diversidade biológica e seus recursos da flora e da fauna.
+ Preservação Ambiental
Ações que garantem a manutenção das características próprias de um ambiente e as interações entre os seus componentes.
+ Preservação de madeira
Refere-se ao tratamento da madeira com substâncias químicas, que reduzem sua suscetibilidade à deterioração por fungos, insetos, moluscos, crustáceos marinhos e fogo
+ Preservação plena
Aplicação de preservativo na madeira, até ele ser absorvido na quantidade considerada adequada ou suficiente.
+ Preservativo
Substância química que, aplicada convenientemente na madeira, a torna resistente ao ataque de fungos, insetos, moluscos, crustáceos marinhos e fogo.
+ Pressão de preservação
Pressão exercida sobre o preservativo para forçar sua penetração na madeira.
+ Primer
Primeira de mão de tinta aplicada sobre madeira ou metal, destinada a corrigir pequenas imperfeições do substrato
+ Procedência
Local especificado na região de origem de uma determinada espécie
+ Processo bethell
Processo de preservação da madeira caracterizado pelas etapas de aplicação do vácuo inicial, injeção do preservativo sem interromper o vácuo, período de pressão e aplicação, ou não, do vácuo final.
+ Processo bulton
Processo de preservação da madeira verde que consiste na extração de umidade por ebulição a vácuo, em presença de um preservativo oleoso, seguido de um processo de vácuo-pressão, sem trocar de autoclave.
+ Processo de Avaliação de Impacto Ambiental
Sistema de administração de uma política de avaliação de impacto ambiental formal, que combina os procedimentos que regem o momento e a maneira de se aplicar a avaliação de impacto ambiental e o método de se executar e apresentar os estudos apropriados
+ Processo de esfumação
Última operação de um tingimento que serve para manter uma perfeita naturalidade na madeira.
+ Processo de impressão
Processo que, utilizando-se de rolos de metal gravados em relevo, imprime o desenho do veio ou fibra de alguma espécie de madeira sobre um painel ou madeira maciça de menor valor.
+ Processo loury
Processo de preservação da madeira, em que a emissão de preservativo na autoclave faz-se sob pressão atmosférica.
+ Processo por banho
Processo de imersão sucessiva do dormente em banho quente e frio, do mesmo preservativo, durante determinado período de tempo, para melhorar sua penetração.
+ Processo por difusão
Processo de preservação da madeira verde, mediante aplicação de pasta preservativa na superfície (pintura), ou por sua imersão em solução concentrada de preservativo, transferindo-se este para o seu interior por efeito de osmose.
+ Processo por osmose
Processo de preservação da madeira verde, mediante aplicação de pasta preservativa na superfície (pintura), ou por sua imersão em solução concentrada de preservativo, transferindo-se este para o seu interior por efeito de osmose.
+ Processo por pressão em autoclave
Processo de preservação da madeira que consiste na aplicação de um preservativo a pressões diferentes da atmosférica, utilizando uma autoclave.
+ Processo rueping
Processo de preservação da madeira caracterizado pelas etapas de aplicação inicial de ar sob pressão, período de pressão com preservativo dentro da autoclave e aplicação de vácuo final.
+ Processos de obtenção da celulose
são os processos químicos empregados para obter industrialmente a celulose, ou seja, removendo das fibras do vegetal, grande parte dos materiais não celulósicos , principalmente lignina.
+ Produção
é a acumulação de energia ou biomassa.
+ Produtividade do solo
capacidade de um solo de produzir espécies vegetais de interesse econômico para o ser humano, sob um sistema específico de manejo. O rendimento da produção de um solo normalmente é expresso em tonelada/hectare ou litro/hectare, sacas/hectare, kg/hectare etc.
+ Produto florestal
produto madeireiro ou não, proveniente de florestas nativas ou plantadas.
+ Produto florestal certificado
é o produto de origem florestal, seja beneficiado ou in natura, retirado de floresta nativa ou plantada, que tenha na madeira uma de suas fontes de matéria-prima e possua autorização para uso de um selo que garanta sua origem.
+ Produtores madeireiros
Produtos cuja matéria-prima é a madeira
+ Produtos Florestais Não-Madeireiros

Todos os produtos de origem vegetal ou animal obtidos da floresta, exceto madeira.

+ Programa de secagem
Conjunto de informações, usualmente em forma de tabela, que define as condições internas de uma estufa (temperatura e umidade relativa) para secar determinada espécie e espessura de madeira.
+ Programa por potencial
Programa de secagem baseado num potencial constante de secagem, calculado como a relação entre a umidade real da madeira e a umidade de equilíbrio da madeira em cada passo do programa.
+ Promeristema
Meristema do embrião, das pontas dos ramos e raízes, fase que antecede o meristema primário.
+ Propriedades Físicas
São propriedades que a madeira apresenta, tais como, contração volumétrica, compressão paralela e perpendicular as fibras, dureza, módulo de ruptura a flexão.
+ Propriedades Mecânicas
As propriedades mecânicas compreendem a resposta dos materiais às influências mecânicas externas, manifestadas pela capacidade de desenvolverem deformações reversíveis e irreversíveis, e resistirem à fratura.
+ Propriedades Organolépticas
Chamam-se propriedades organolépticas às características dos objetos que podem ser percebidas pelos sentidos humanos, como a cor, o brilho, odor, veios, sabor.
+ Proteção florestal
Atividades relacionadas com a prevenção e controle dos danos produzidos pelo fogo, insetos, doenças, e outros agentes destrutivos.
+ Protocolo de Kyoto
Acordo internacional assinado por vários países, entre eles o Brasil, que tem como objetivo principal estabilizar as concentrações de gases de efeito estufa na atmosfera num nível que não desencadeie mudanças drásticas no sistema climático mundial, assegurando que a produção de alimentos não seja ameaçada, que o crescimento econômico prossiga de modo sustentável e que não haja a elevação do nível dos mares
+ Psicrômetro
Aparelho com dois termômetros, utilizado para avaliar a umidade relativa do ar.
+ Pua
Ferramenta de aço, com formato helicoidal, que serve para furar madeira.
+ Pua de expansão
Ferramenta de furar, com faca ajustável, que permite abrir furos maiores e em vários diâmetros.
+ Pufe
Assento acolchoado baixo, sem braços e sem espaldar, geralmente circular, coberto de estofo e com os pés disfarçados.
+ Pulverizador
instrumento utilizado para projetar matéria pulverizada ou espargir líquidos em gotas muito tênues. Utilizado na agricultura para distribuir fertilizantes ou defensivos e na pecuária para o combate de infestações de diversos organismos.
+ Pulverizar
fazer passar (um líquido) pelo pulverizador em forma de jato de gotas muito tênues.
+ Puxador
Acessório utilizado para puxar, com a finalidade de abrir gavetas e portas.
Neuvoo Anuncie RM