MENU
Apicultura
Artigo
Caractersticas
Carvo Vegetal
Celulose
Construo Civil
Editorial
Espcies
Eucalipto
Eucaliptocultura
Gesto
Madeira Serrada
Manejo
Meio Ambiente
Mveis
Ns
Nmeros
leos Essenciais
Origens
Pesquisa
Postes
Preservao
Qualidade
Retratibilidade
Secagem
Tratos Silviculturais
Uso Mltiplo
Valorizao
E mais...
Anunciantes
 
 
 

REVISTA DA MADEIRA - EDIÇÃO N°59 - SETEMBRO DE 2001

Espcies

Espcies de Eucalipto

O Servio Florestal da Austrlia j conseguiu identificar 672 espcies do gnero Eucalyptus, mas pouco mais de duas dezenas delas tm importncia comercial e so plantadas extensivamente em todo o mundo

Eucalyptus camaldulensis Dehn

Nas rea de ocorrncia natural na Austrlia, a espcie encontrada entre as latitudes 15,5o a 38o S, nas altitudes variando de 30 a 600 metros, caracterizando-se como uma espcie frequente margem dos rios. Nas condies naturais, a precipitao mdia anual varia de 250 a 650 mm, em regime bem concentrado. A temperatura mdia mxima se situa entre 29 a 35o C e a temperatura mdia mnima varia entre 11 e 20o C. A espcie convive com geadas, na regio sul, e com extrema seca, podendo suportar at oito meses sem chuva, nas regies tropicais. O Eucalyptus camaldulensis uma das espcies mais adequadas para zonas crticas de reflorestamento, onde ocorrem deficincias hdricas e edficas, situaes consideradas extremamente limitantes para o desenvolvimento para outras espcies. A madeira utilizada na serraria, dormentes, moues, postes, lenha e carvo. No recomendada a sua utilizao na indstria de celulose e papel. As propriedades de resistncia mecnica da madeira so elevadas e apresenta baixa permeabilidade. A espcie j foi introduzida, com relativo sucesso, em vrios pases e, de regra geral.

Eucalyptus citriodora Hook

A espcie ocorre nas regies norte e central de Queeensland, principalmente entre as latitudes de 15,5 a 25o S, em altitudes compreendidas entre 80 a 800 m, com precipitao anual variando de 625 a 1.000mm. As temperaturas mximas mdias variam entre 29 a 35oC e as mnimas mdias variam entre 5 a 10oC. Praticamente no ocorrem geadas nas regies de ocorrncia natural, mas o perodo de seca pode atingir at sete meses. A madeira considerada pesada, onde as propriedades de resistncia mecnica so elevadas. uma madeira da alta estabilidade, mas de baixa permeabilidade. muito utilizada em componentes estruturais para construo, caixotaria, postes, moures, dormentes, lenha e carvo. As suas folhas so muito utilizadas para a produo de leos essenciais. uma espcie presente em vrios pases.

Eucalyptus grandis Hill ex-Maiden

A espcie ocorre naturalmente na lia, ao norte do estado de New South Wales, entre as latitudes 25 e 33oS, e nas regies central(latitude de 21oS) e norte(latitude 16 a 19oS) de Queensland, em reas com altitude variando desde o nvel do mar at 600 metros, na rea de maior ocorrncia, e de 500 a 1.100 metros de altitude nas reas mais ao norte(Atherton QLD). A precipitao pluviomtrica variando de 1.000 a 3.500 mm anuais, predominantemente no vero, e a estao seca raramente ultrapassa trs meses. A temperatura mxima mdia varia de 24 a 30oC e a mnima mdia varia entre 3 e 8oC. Raramente ocorrem geadas nas regies costeiras, embora elas possam ocorrer em locais de maior altitude. A madeira considerada medianamente leve e fcil de ser trabalhada em operaes de usinagem. considerada de baixa estabilidade, mas de elevada permeabilidade. Quando oriunda de plantaes de ciclo longo, a madeira utilizada intensivamente na Austrlia, frica do Sul, Brasil e Argentina como madeira de construo e matria-prima na fabricao de mveis. Quando oriunda de plantaes em ciclos curtos utilizada em caixotaria, paletes, carvo e moures. uma das espcies mais plantadas no mundo, considerada uma das espcies mais versteis e indicadas para uso mltiplo. A madeira oriunda de rvores com rpido crescimento apresenta problemas de empenamento, contraes e rachaduras, em operaes de desdobro e secagem. As madeiras convenientemente manejadas podem produzir madeira excelente para serraria e laminao. a principal matria-prima para as indstrias de celulose, painis aglomerados e chapas duras.

Eucalyptus pellita F. Muel

Na Austrlia, a espcie ocorre em duas regies, nas latitudes de 12 a 18o S e 27 a 36oS, em altitudes que podem variar desde o nvel do mar at 600m. A precipitao pluviomtrica mdia anual varia de 900 a 2.400 mm, distribudas uniformemente durante o ano, com maior concentrao no vero. A temperatura mxima mdia varia de 24 a 33oC e a temperatura mnima mdia varia de 12 a 16oC. As geadas quase inexistem em ambas as regies. A madeira considerada levemente pesada, onde as propriedades de resistncia mecnica so elevadas. uma madeira da alta estabilidade, mas de baixa permeabilidade. muito utilizada em componentes estruturais para construo, caixotaria, postes, moures, dormentes, lenha e carvo. considerada apta para regies onde no ocorrem geadas. No Brasil, a espcie no tem sido plantada intensivamente e poucos trabalhos tm sido realizados com a espcie. Alguns trabalhos realizados em instituies de pesquisa no tem sido animadores.

Eucalyptus pilularis Sm

Na Austrlia, a espcie ocorre naturalmente nas plancies litorneas e nas regies montanhosas prximas ao litoral da regio de New South Wales, estendendo sua ocorrncia at o sul de Queensland, em altitudes que variam desde o nvel do mar at 700 metros. A precipitao pluviomtrica mdia anual varia de 1.000 a 1.500 mm, distribudas de maneira uniforme durante o ano ou concentradas durante o vero. O perodo de seca pode se estender at quatro meses. A temperatura mxima mdia varia entre 29 a 32oC e a temperatura mnima mdia varia entre 5 e 6oC. As geadas podem ocorrer de 5 a 15 dias por ano. A madeira considerada medianamente leve, onde as propriedades de resistncia mecnica so moderadas. uma madeira da relativa estabilidade e mdia permeabilidade. muito utilizada em laminao, mveis, componentes estruturais para construo, caixotaria, postes, moures, escoras, lenha e carvo. Faltam maiores estudos, mas pode ser considerada potencial para a indstria de celulose e papel. considerada apta para regies onde no ocorrem geadas no ocorram situaes de dficits hdricos severos. No Brasil, a espcie no tem sido plantada intensivamente e poucos trabalhos tm sido realizados com a espcie. uma espcie que apresenta baixa capacidade de regenerao por brotao.

Eucalyptus robusta Sm

Na Austrlia ocorre naturalmente no litoral de New South Wales e no sul de Queeensland, entre as latitudes de 23 a 36oS, com a altitude predominantemente ao nvel do mar. A precipitao pluviomtrica mdia anual varia de 1.000 a 1.500mm, com chuvas concentradas no vero. O perodo seco no ultrapassa quatro meses. A temperatura mdia mxima varia entre 30 a 32oC e a temperatura mdia minima varia entre 3 a 5oC. As geadas podem ocorrer com intensidade de 5 a 10 dias por ano. A madeira considerada medianamente leve, onde as propriedades de resistncia mecnica so moderadas. uma madeira da relativa estabilidade e mdia permeabilidade. muito utilizada em laminao, componentes estruturais para construo, caixotaria, postes, moures, dormentes, escoras, lenha e carvo. Embora a rea de ocorrncia natural na Austrlia seja restrita ao litoral, inmeros esforos foram realizados para a introduo da espcie fora das condies de sua zona natural; os resultados so bastante satisfatrios, com a espcie apresentando alta plasticidade, adaptando-se a solos hidromrficos ou francamente arenosos, em diferentes altitudes. considerada apta para regies onde no ocorrem geadas e situaes de dficits hdricos severos. No Brasil, a espcie no tem sido plantada intensivamente e poucos trabalhos tm sido realizados. uma espcie que apresenta capacidade de regenerao por brotao muito alta.

Eucalyptus saligna Sm

Ocorre naturalmente na Austrlia na regio sul de Queensland e na regio litornea e vales das cadeias montanhosas prximas ao litoral de New South Wales, nas latitudes entre 28 a 35oS, com altitudes variando desde o nvel do mar at 1.000m A precipitao pluviomtrica mdia anual varia de 800 a 1.200 mm com chuvas distribudas durante todo o ano, concentradas no vero. O perodo seco no ultrapassa quatro meses. A temperatura mdia mxima varia entre 28 a 30oC e a temperatura mdia mnima varia entre 3 a 4oC. As geadas podem ocorrer com intensidade de 5 a 10 dias por ano. A madeira muito semelhante de Eucalyptus grandis, sendo comumente confundida com ela, em funo de inmeras afinidades entre elas. A madeira considerada medianamente leve e fcil de ser trabalhada em operaes de usinagem. considerada de baixa estabilidade, mas de elevada permeabilidade. Quando oriunda de plantaes de ciclo longo, a madeira utilizada intensivamente como madeira de construo e matria-prima na fabricao de mveis. Quando oriunda de plantaes em ciclos curtos utilizada em caixotaria, paletes, celulose e papel, chapas duras, painis aglomerados, carvo e moures. considerada uma das espcies mais versteis e indicadas para uso mltiplo. A madeira oriunda de rvores com rpido crescimento apresenta problemas de empenamento, contraes e rachaduras, em operaes de desdobro e secagem. As madeiras convenientemente manejadas podem produzir madeira excelente para serraria e laminao. A espcie apresenta alta plasticidade, adaptando-se a solos hidromrficos ou francamente arenosos, em diferentes altitudes. considerada apta para regies onde no ocorrem geadas e situaes de dficits hdricos severos. No Brasil, a espcie tem sido plantada intensivamente e possui a Segunda maior rea plantada, aps o E. grandis. uma espcie tolerante a fogo baixo e apresenta alta capacidade de regenerao por brotao.

Eucalyptus tereticornis Sm

Na Austrlia ocorre naturalmente numa ampla faixa que compreende os estados de New South Wales, Queeensland, Victoria e at Papua- Nova Guin, entre as latitudes de 6 a 38oS, com altitudes variando desde o nvel do mar at 1.000m; em Papua- Nova Guin a altitude pode chegar at a 2.000m. A precipitao pluviomtrica mdia anual varia de 500 a 1.500mm. O perodo seco pode atingir at sete meses. A temperatura mdia mxima varia entre 22 a 32oC e a temperatura mdia minima varia entre 2 a 12oC. As geadas podem no ocorrer ou ocorrer numa intensidade de 1 a 15 dias por ano. A madeira considerada medianamente pesada, onde as propriedades de resistncia mecnica so moderadas. uma madeira da relativa estabilidade e mdia permeabilidade. muito utilizada em laminao, serraria, componentes estruturais para construo, caixotaria, postes, moures, dormentes, escoras, lenha e carvo. Embora a rea de ocorrncia natural na Austrlia seja muito ampla, inmeros esforos foram realizados para a introduo da espcie fora das condies de sua zona natural; os resultados so bastante satisfatrios. considerada apta para regies onde no ocorrem geadas. No Brasil, a espcie no tem sido plantada intensivamente e poucos trabalhos tm sido realizados. uma espcie que apresenta boa capacidade de regenerao por brotao e tolerncia ao fogo.

Eucalyptus urophylla S. T. Blake

uma das duas espcies de ocorrncia natural fora do territrio australiano, ocorrendo, naturalmente, na ilha de Timor e outras ilhas a leste do arquiplago indonesiano, entre as latitudes de 8 a 10oS, com altitudes variando de 400 a 3.000 metros. A precipitao pluviomtrica mdia anual varia de 1.000 a 1.500mm, com chuvas concentradas no vero. O perodo seco no ultrapassa quatro meses. A temperatura mdia mxima se situa em torno de 32oC e a temperatura mdia minima varia entre 8 a 12C. As geadas podem ocorrer em alguns dias do ano, nas zonas de maior altitude. A madeira considerada medianamente leve, onde as propriedades de resistncia mecnica so moderadas. uma madeira da relativa estabilidade e alta permeabilidade. No Brasil, indicada para usos gerais e muito utilizada em laminao, componentes estruturais para construo, caixotaria, moures, escoras, celulose e papel, chapas duras, painis, lenha e carvo. Inmeros esforos so realizados para a introduo da espcie fora das condies de sua zona natural; os resultados so bastante satisfatrios, com a espcie apresentando alta plasticidade, adaptando-se a solos hidromrficos ou francamente arenosos, em diferentes altitudes. considerada apta para regies onde no ocorrem geadas e situaes de dficits hdricos severos. No Brasil, a espcie tem sido plantada intensivamente em programas de melhoramento gentico, principalmente de hibridao. uma espcie que apresenta boa capacidade de regenerao por brotao .

Eucalyptus viminalis Labill

Ocorre naturalmente na Austrlia nos estados de New South Wales, Victoria e Tasmnia, nas latitudes entre 28 a 43,5o S, com altitudes variando desde o nvel do mar at 1.500m A precipitao pluviomtrica mdia anual varia de 625 a 1.400 mm com chuvas distribudas durante todo o ano. O perodo seco no ultrapassa quatro meses. A temperatura mdia mxima no ultrapassa 21oC e a temperatura mdia mnima varia entre 1 a 4oC. As geadas podem ocorrer com intensidade de 5 a 60 dias por ano. A madeira levemente pesada. considerada de baixa estabilidade e de mdia permeabilidade. A madeira utilizada para caixotaria, escoras, moures e lenha uma madeira de difcil usinagem e apresenta inmeros problemas de secagem. A espcie altamente resistente a geadas, sendo indicada para regies frias, como o sul do Brasil. suscetvel a deficincias hdricas e apresenta boa capacidade de regenerao por brotao das cepas.

Eucalyptus torelliana F. Muell

Ocorre naturalmente na Austrlia em Queensland, na regio Atherton, nas latitudes entre 16 a 19o S, com altitudes variando de 100 at 1.000m A precipitao pluviomtrica mdia anual varia de 1.000 a 1.500 mm ,com chuvas concentradas no vero. O perodo seco no ultrapassa trs meses. A temperatura mdia mxima fica em torno de 29oC e a temperatura mdia mnima varia entre 10 a 16oC. Praticamente no ocorrem geadas. uma das poucas espcies que cresce associada floresta tropical . A espcie demanda solos medianamente frteis e com boa drenagem. A madeira levemente pesada, semelhante ao E. citriodora. considerada de alta estabilidade e de mdia permeabilidade. A madeira utilizada para caixotaria, escoras, usos estruturais, moures e lenha. A espcie suscetvel a geadas e dficit hdrico e apresenta boa capacidade de regenerao por brotao das cepas. No Brasil, a espcie no tem sido plantada intensivamente e poucos trabalhos tm sido realizados com a espcie.

Eucalyptus resinifera Sm

Ocorre naturalmente no litoral e cadeias montanhosas litorneas da regio norte do estado de New South Wales e ao sul de Queensland, na Austrlia, nas latitudes entre 17 a 34oS, em altitudes variando desde o nvel do mar at 600 m. A precipitao pluviomtrica mdia anual varia de 1.350 a 1.500 mm ,com chuvas concentradas no vero. O perodo seco no ultrapassa quatro meses. A temperatura mdia mxima fica entre 27 e 32oC e a temperatura mdia mnima varia entre 4 e 5oC. A madeira levemente pesada, de boa estabilidade dimensional e de mdia permeabilidade. uma das espcies mais importantes na Austrlia, cuja madeira utilizada em serraria, mveis, caixotaria, dormente, postes, moures, lenha e carvo. A espcie suscetvel a geadas e dficit hdrico e apresenta boa capacidade de regenerao por brotao das cepas. No Brasil, a espcie no tem sido plantada intensivamente e poucos trabalhos tm sido realizados com a espcie.

Eucalyptus propinqua Deane & Maiden

Ocorre naturalmente em zonas prximas de litoral na regio norte de New South Wales e ao sul de Queensland, na Austrlia, nas latitudes entre 24 a 33oS, em altitudes variando desde o nvel do mar at 350 m. A precipitao pluviomtrica mdia anual varia de 875 a 1.400 mm ,com chuvas concentradas no vero. O perodo seco no ultrapassa quatro meses. A temperatura mdia mxima fica entre 27 e 33oC e a temperatura mdia mnima varia entre 4 e 10oC. As geadas podem ocorrer at dez dias por ano. A madeira levemente pesada, de boa estabilidade dimensional e de mdia permeabilidade. utilizada em serraria, caixotaria, dormentes, postes, moures, lenha e carvo. A espcie no recomendada para regies onde ocorrem a geadas e dficit hdrico e apresenta boa capacidade de regenerao por brotao das cepas. No Brasil, a espcie no tem sido plantada intensivamente e poucos trabalhos tm sido realizados com a espcie.

Eucalyptus punctata DC

Ocorre naturalmente no litoral, serras litorneas e na regio central de New South Wales, na Austrlia, nas latitudes entre 32 a 35oS, em altitudes variando desde o nvel do mar at 1.000 m. A precipitao pluviomtrica mdia anual varia de 625 a 1.250 mm ,com chuvas bem distribudas durante o ano. O perodo seco no ultrapassa quatro meses. A temperatura mdia mxima fica entre 27 e 32oC e a temperatura mdia mnima varia entre 1 e 10oC. As geadas podem ocorrer at dez dias por ano. A madeira levemente pesada, de boa estabilidade dimensional e de mdia permeabilidade. utilizada em serraria, usos estruturais, dormentes, postes, moures, lenha e carvo. A espcie no recomendada para regies onde ocorrem a geadas e dficit hdrico e apresenta boa capacidade de regenerao por brotao das cepas. No Brasil, a espcie no tem sido plantada intensivamente e poucos trabalhos tm sido realizados com a espcie.

Eucalyptus paniculata Sm

Ocorre naturalmente no litoral de New South Wales, na Austrlia, nas latitudes entre 30 a 36,5oS, em altitudes variando desde o nvel do mar at 500 m. A precipitao pluviomtrica mdia anual varia de 825 a 1.500 mm ,com chuvas concentradas no vero. O perodo seco varia de quatro a seis meses. A temperatura mdia mxima fica entre 24 e 29oC e a temperatura mdia mnima varia entre 2 e 5oC. No inverno, podem ocorrer geadas at dez dias por ano. A madeira levemente pesada, de boa estabilidade dimensional e de mdia permeabilidade. utilizada em usos estruturais, dormentes, postes, moures, lenha e carvo. A espcie no recomendada para regies onde ocorrem a geadas e dficit hdrico e apresenta boa capacidade de regenerao por brotao das cepas. tolervel ao fogo rasteiro. No Brasil, a espcie no tem sido plantada intensivamente e poucos trabalhos tm sido realizados com a espcie.

Eucalyptus microcorys F. Muell

Ocorre naturalmente na regio norte de New South Wales e ao sul de Queensland, na Austrlia, nas latitudes entre 25 a 32,5oS, em altitudes variando desde o nvel do mar at 800 m. A precipitao pluviomtrica mdia anual varia de 900 a 1.500 mm ,com chuvas concentradas no vero. O perodo seco no ultrapassa trs meses. A temperatura mdia mxima fica em torno de 32oC e a temperatura mdia mnima fica em torno de 5oC. As geadas podem ocorrer de dez a trinta dias por ano. A madeira levemente pesada, de boa estabilidade dimensional e de mdia permeabilidade. utilizada em serraria, laminao, mveis, construo, estruturas, caixotaria, dormentes, postes, moures, lenha e carvo. A espcie moderadamente resistente a geadas, suscetvel a deficincias hdricas severas, tolerante ao fogo e apresenta boa capacidade de regenerao por brotao das cepas. No Brasil, a espcie no tem sido plantada intensivamente e poucos trabalhos tm sido realizados com a espcie.

Eucalyptus maculata Hook

Ocorre naturalmente em zonas prximas do litoral de New South Wales e do litoral e regio interiorana de Queensland, na Austrlia, nas latitudes entre 25 a 37oS, em altitudes variando desde o nvel do mar at 800 m. A precipitao pluviomtrica mdia anual varia de 625 a 1.250 mm ,com chuvas concentradas no vero ou bem distribudas durante o ano. O perodo seco varia de quatro a seis meses. A temperatura mdia mxima fica entre 22 e 35oC e a temperatura mdia mnima varia entre 2 e 5oC. As geadas so raras e podem ocorrer at dez dias por ano. A madeira levemente pesada, de boa estabilidade dimensional e de mdia permeabilidade. utilizada em serraria, laminao, movelaria, construes, caixotaria, dormentes, postes, moures, lenha e carvo. A espcie no recomendada para regies onde ocorrem a geadas e dficit hdrico e apresenta boa capacidade de regenerao por brotao das cepas. No Brasil, a espcie no tem sido plantada intensivamente e poucos trabalhos tm sido realizados com a espcie.

Eucalyptus dunnii Maiden

Ocorre naturalmente numa regio restrita ao nordeste de New South Wales e sudeste de Queensland, na Austrlia, nas latitudes entre 28 a 30oS, em altitudes variando de 300 at 800 m. A precipitao pluviomtrica mdia anual varia de 800 a 1.500 mm, com chuvas concentradas no vero. A temperatura mdia mxima fica entre 27 e 30oC e a temperatura mdia mnima fica entre 0 e 8oC. As geadas podem ocorrer de 30 a 60 dias na rea de ocorrncia natural. A estao seca no inverno no excede a trs meses. A madeira leve, muito semelhante ao Eucalyptus grandis, de regular estabilidade dimensional e de elevada permeabilidade. utilizada em serraria, laminao, movelaria, construes, celulose e papel, chapas de partculas, chapas duras, caixotaria, moures, lenha e carvo. A espcie no recomendada para regies onde ocorrem a geadas e dficit hdrico e apresenta boa capacidade de regenerao por brotao das cepas. No Brasil, a espcie no tem sido plantada intensivamente no sul, devido resistncia a geadas.

Eucalyptus cloeziana F. Muell

Ocorre naturalmente nas regies norte e central de Queensland, na Austrlia, em altitudes variando de 60 a 900 m. A precipitao pluviomtrica mdia anual varia de 1.000 a 1.600 mm ,com chuvas concentradas no vero. O perodo seco no ultrapassa quatro meses. A temperatura mdia mxima fica em torno de 29oC e a temperatura mdia mnima varia entre 9 e 12oC. As geadas so raras e pouco severas. A madeira levemente pesada, de elevada estabilidade dimensional e de mdia permeabilidade, caracterizada de alta durabilidade natural. utilizada em serraria, caixotaria, dormentes, postes, moures, lenha e carvo. A espcie no recomendada para regies onde ocorrem a geadas e dficit hdrico e apresenta boa capacidade de regenerao por brotao das cepas. No Brasil, a espcie tem sido plantada intensivamente na regio do cerrado mineiro, sendo muito utilizada para a produo de carvo e postes.

Eucalyptus botryoides Sm

Ocorre naturalmente no litoral sul de New South Wales Victoria, na Austrlia, nas latitudes entre 32 a 39,5oS, em altitudes variando desde o nvel do mar at 300 m. A precipitao pluviomtrica mdia anual varia de 625 a 1.000 mm, com chuvas concentradas no vero ou bem distribudas durante o ano. O perodo seco varia de dois a trs meses. A temperatura mdia mxima fica entre 23 e 28oC e a temperatura mdia mnima varia entre 2 e 9oC. As geadas podem ocorrer at vinte dias por ano. A madeira levemente pesada, de boa estabilidade dimensional e de mdia permeabilidade. utilizada em serraria, laminao, construes, caixotaria, dormentes, postes, moures, lenha e carvo. A espcie no recomendada para regies onde ocorrem a geadas e dficit hdrico e apresenta boa capacidade de regenerao por brotao das cepas. No Brasil, a espcie no tem sido plantada intensivamente e poucos trabalhos tm sido realizados com a espcie.

Eucalyptus maidenii F. Muell

A espcie ocorre naturalmente na regio sul de New South Wales e no nordeste de Victoria, na Austrlia, nas latitudes entre 34 e 39oS, em altitudes variando de 230 at 915 m. A precipitao pluviomtrica mdia anual varia de 750 a 1.250 mm ,com chuvas uniformemente distribudas durante todo o ano. O perodo seco no ultrapassa trs meses. A temperatura mdia mxima fica em torno de 29oC e a temperatura mdia mnima fica em torno de 5oC. As geadas podem ocorrer de vinte at cento e vinte dias por ano. A madeira levemente pesada, de boa estabilidade dimensional e de mdia permeabilidade. utilizada em serraria, laminao, mveis, construo, estruturas, caixotaria, dormentes, postes, moures, lenha e carvo. A espcie resistente a geadas, suscetvel a deficincias hdricas severas, tolerante ao fogo e apresenta boa capacidade de regenerao por brotao das cepas. No Brasil, a espcie no tem sido plantada intensivamente e poucos trabalhos tm sido realizados com a espcie.

Setembro/2002