MENU
Amrica Latina
China
Editorial
Estados Unidos
Europa
Exportaes
ndia
Leste Europeu
Logstica
Oriente Mdio
Ranking
E mais...
Anunciantes
 
 
 

REVISTA DA MADEIRA - EDIÇÃO N°96 - MAIO DE 2006

Leste Europeu

Um mercado com muitas alternativas

O Leste Europeu uma regio que compreende os pases da Albnia, Bielorssia, Bsnia-Herzegovina, Bulgria, Repblica Tcheca, Crocia, Eslovquia, Eslovnia, Estnia, Grcia, Hungria, Letnia, Litunia, Macednia, Moldvia, Polnia, Romnia, Rssia, Srvia e Montenegro e Ucrnia. uma regio pouco explorada comercialmente pelo Brasil e representa uma boa opo como mercado alternativo para o setor.

Destes, a Grcia, Albnia, Turquia, Hungria, Romnia, Moldova e os pases blticos (Estnia, Letnia e Litunia) no tm como lngua oficial uma lngua eslava. Alm disso, entre os 27 estados-naes da regio, 26 adotaram em algum momento de suas histrias o regime econmico socialista e o regime poltico de partido nico, a maioria deles entre os anos de 1945 e 1991 todos exceo da Grcia. Ainda que no tenham nenhuma homogeneidade absoluta, a maioria dos pases da regio tambm apresenta vrias similaridades, como a presena forte da etnia e dos idiomas eslavos, e da religio crist ortodoxa.

A diviso entre Europa Oriental ou Europa do Leste e a Europa Ocidental ficou bem visvel depois da ciso deste continente entre o bloco socialista e o capitalista. considerada a Europa Oriental desde a fronteira germano-polonesa (germano-polaca), Hungria, Eslovnia, Crocia; at os montes Urais, diviso natural entre Europa e sia.

A Rssia ou Federao Russa o maior pas do Mundo, estendendo-se por quase metade da Europa e por cerca de um tero da sia. s paisagens severas dos desertos rticos do Norte sucede a tundra. O inverno na tundra conta com 8-9 meses por ano. Mais para o Sul esto espalhadas as famosas florestas russas que ocupam por volta de 43 % do territrio do pas. A mata densa de conferas de difcil acesso chama-se "taig.

Na zona central da Rssia encontram-se as florestas mais claras, mistas, dominadas por btulas, lamos, carvalhos. As florestas das zonas centrais esto divididas por estepes - regies parecidas com cerrado brasileiro.

No Sul do pas, principalmente na costa do Mar Negro, o clima subtropical com o inverno curto e mido e vero longo e quente. Praias bonitas, sol e guas cristalinas atraem turistas de todo o pas. Na Rssia h cerca de 120 mil rios. A maioria fica congelada no inverno.

Economia da Rssia

Mais de uma dcada depois do colapso da Unio Sovitica, em 1991, a Rssia continua tentando estabelecer uma economia de mercado moderna e conseguir um forte crescimento econmico. O pas assistiu a uma severa contrao econmica durante cinco anos, enquanto o governo e o parlamento diferiam sobre a implementao das reformas e a base industrial russa enfrentava um srio declnio. Alm disso, um dficit de gado, em 1987, que desencadeou ajuda internacional de grande escala, causou grandes danos ao ego e economia do nascente estado russo.

Apesar do declnio, o nvel econmico russo nunca chegou a descer muito baixo pois, por mais que a economia sovitica fosse em termos de mercado livre e de resposta aos gostos dos consumidores, a verdade que o povo russo em geral, a partir de meados da dcada de 1950, vivia melhor que os cidados de pases capitalistas h muito orientados para o mercado, como o Mxico, a ndia, o Brasil ou a Argentina.

O PIB do pas atingiu US$ 535 bilhoes em 2004, fazendo da economia russa a 16 economia mundial. A capital russa, Moscou, contribui com 30% do PIB do pas. O maior desafio que a economia russa enfrenta tentar encontrar um modo de encorajar o desenvolvimento de PMEs (pequenas e mdias empresas) num clima empresarial dominado pelos oligarcas russos e possuidor de um sistema bancrio jovem e disfuncional. Muitos dos bancos russos so possudos por grandes empresrios ou oligarcas, que usam freqentemente os depsitos para financiar os seus prprios negcios.

Encorajar o investimento estrangeiro tambm um grande desafio. At agora, o pas tem se beneficiado do aumento nos preos de petrleo e tem sido capaz de pagar uma boa parte da sua dvida externa, que era gigantesca. Uma redistribuio justa dos capitais ganhos pelas indstrias de recursos naturais pelos outros setores tambm um problema. A educao dos consumidores e o encorajamento ao consumo uma tarefa relativamente dura em muitas reas de provncia, onde a procura primitiva, muito embora alguns programas interessantes tenham sido postos em prtica em cidades maiores, especialmente relacionados com as indstrias de vesturio, alimentao e entretenimento que outras reas da Europa.

Albnia

A Albnia um pas europeu situado na pennsula balcnica, cuja capital Tirana. Faz fronteira ao norte com a Srvia e Montenegro, a leste com a Macednia, a leste e a sul com a Grcia e a oeste com o Mar Adritico, do outro lado do qual se encontra a Itlia. A lngua oficial o albans.

A Albnia foi o local de diversas colnias gregas, e mais tarde fez parte da provncia romana de Ilria. Depois de ter sido conquistada por um conjunto variado de naes, foi absorvida pelo Imprio Otomano em 1478.

Aps a primeira guerra balcnica, a Albnia declarou a independncia do Imprio Otomano (1912), mas o pas permaneceu instvel. Foi ocupada pela Itlia durante a Segunda Guerra Mundial. Quando os italianos saram, a resistncia Comunista liderada por Enver Hoxha tomou o poder.

At 1990, cinco anos aps a morte de Hoxha, a Albnia foi um estado Comunista isolado quer do ocidente quer dos outros estados Comunistas. Atualmente, est a ser implantada no pas uma democracia de tipo ocidental.

A Albnia um dos pases mais pobres da Europa, com metade da populao economicamente ativa acoplada ainda agricultura e com um quinto trabalhando no exterior. O pas tem que tratar de uma taxa de desemprego elevada, de corrupo no governo e do crime organizado.

A Albnia ajudada financeiramente pela Itlia e Grcia. O pas no exporta quase nada e importa muito da Grcia e da Itlia. O dinheiro vem de emprstimos e de refugiados que trabalham no exterior.

Bielorrssia

um pas da Europa de Leste, resultante da desagregao da Unio Sovitica. Limita a norte com a Letnia, a norte e a leste com a Rssia, a sul com a Ucrnia, a leste com a Polnia e a leste e a norte com a Litunia. Capital: Minsk.

Uma grande parte da economia da Bielorrssia deve-se indstria automotiva e de mquinas e implementos e que responsvel por 40% do PIB de Belarus. Os postos de trabalho esto dispostos na mesma ordem. A agricultura mecanizada produz cereais, batata e beterraba. Os laos econmicos permanecem fortes com a Rssia e Ucrnia.

Bsnia-Herzegovina

uma repblica federal dos Balcs, resultante da dissoluo da Iugoslvia, que limita a norte e oeste com a Crocia e a leste e a sul com a Srvia e Montenegro, dispondo ainda de uma minscula extenso de litoral, no Mar Adritico. Capital: Sarajevo.

A par da Macednia, a Bsnia-Herzegovina era a mais pobre das repblicas da antiga Iugoslvia. Trs anos de guerras intertnicas destruram a economia e as infrastruturas da Bsnia, causando um aumento exponencial do desemprego e uma queda na produo de 80%, j para no falar da morte de 60 e 200 mil pessoas, e do deslocamento forado de metade da populao. Com uma paz instvel no pas, a produo recuperou entre 1996 e 1998 em grandes percentagens anuais, mas o crescimento abrandou em 1999 e o PIB permanece bem abaixo dos nveis de 1990.

Bulgria

A Bulgria um pas dos Balcs, limitado a norte pela Romnia, a leste pelo Mar Negro, a sul pela Turquia e pela Grcia e a oeste pela Macednia e pela Srvia e Montenegro. Capital: Sfia.

A economia de Bulgria contraiu-se aps 1989, com a decadncia da Unio Sovitica e, conseqentemente, a diminuio do acesso ao mercado sovitico. Durante a Guerra Fria, a economia blgara ficou bastante dependente da URSS. O padro de vida dos blgaros caiu 40% em relao aos nveis pr-1990, somente retornando ao antigo patamar em junho de 2004.

O processo de transio para uma economia de mercado livre comeou a seguir queda do regime comunista, em 1989. Sobre este contexto, o processo comeou na Bulgria em condies particularmente desfavorveis, devido ao planejamento econmico deficiente das dcadas anteriores e ao legado de um setor industrial vasto e ineficaz, assim como a uma negligncia sistemtica do setor agrcola (atualmente detm 11% do PIB).

A agricultura tornou-se um setor importante da economia blgara. Depois da crise financeira de 1996 a agricultura foi o nico setor que cresceu . Este melhoramento deve-se a recuperao da baixa produo agrcola registada at 1996, estimada em 30%. A agricultura tambm uma fonte de emprego importante na Bulgria: 23% da populao ativa trabalha no setor agrcola.A indstria de transformao alimentar a segunda em importncia , tendo j representado cerca de 21% da produo industrial total.

Repblica Tcheca

A Repblica Tcheca (ou Chquia) um pas do centro da Europa, limitado a norte pela Polnia, a leste pela Eslovquia, a sul pela ustria e a oeste e norte pela Alemanha.

Depois da Segunda Guerra Mundial, a Tchecoslovquia caiu na esfera de influncia sovitica. Em 1968, uma invaso de tropas do Pacto de Varsvia ps fim aos esforos dos lderes do pas para liberalizar o regime e criar um "socialismo de rosto humano", durante a Primavera de Praga.

Em 1989, a Tchecoslovquia recuperou a liberdade por via de uma "Revoluo de Veludo" pacfica. Em primeiro de 1993, o pas separou-se em dois pacificamente, resultando em repblicas independentes tcheca e eslovaca.

A economia da Repblica Tcheca baseada em indstrias siderrgicas, automveis, bebidas e cristais. O pas mantem uma agricultura baseada na produo de trigo para a exportao.

Crocia

A Crocia um pas europeu, resultante da desagregao da Iugoslvia, limitado a norte pela Eslovnia e Hngria, a leste pela Srvia e Montenegro e Bsnia-Herzegovina e a sul e oeste pelo Mar Adritico (atravs do qual contacta com a Itlia). Capital: Zagreb.

A Crocia tem uma economia que se baseia em servios variados e alguma indstria. O turismo uma grande fonte de receitas. O produto interno bruto per capita , em termos de paridade de poder de compra, foi de 9.800 dlares americanos, ou 42.7% da mdia da Unio Europia.

A economia croata ps-comunista. No fim dos anos 80, no incio do processo de transio econmica, a sua posio era favorvel mas foi fortemente prejudicada pela desindustrializao e pela guerra.

Os problemas principais incluem grandes nveis de desemprego estrutural e uma quantidade de reformas econmicas considerada insuficiente por alguns economistas, que enfrenta resistncia pblica. Particularmente preocupante um sistema judicial bastante antiquado, combinado com uma administrao pblica ineficiente, em especial no que diz respeito posse de terras.Mesmo assim, o pas tem vindo a experimentar um crescimento econmico rpido em preparao de uma adeso Unio Europia, que j o seu principal parceiro comercial.

Eslovquia

A Eslovquia um pas resultante da desagregao da Tchecoslovquia, que limita a norte com a Repblica Tcheca e a Polnia, a leste com a Ucrnia, a sul com a Hungria e a oeste com a ustria. Capital: Bratislava.

Na economia da Eslovquia, a agricultura representa muito pouco na economia nacional. As culturas dominantes so o trigo, a cevada, a aveia, o milho, o centeio, a beterraba, a batata, o linho, o tabaco, os frutos e os legumes.

A explorao mineira o setor mais desenvolvido do pas e abrange o ferro, o cobre, a magnesite, o chumbo e o zinco. A indstria produz ao, plsticos, materiais de construo, fertilizantes, produtos alimentares, bebidas e tecidos. Os principais parceiros comerciais da Eslovquia so a Repblica Tcheca, a Rssia, a Alemanha e a ustria.

Eslovnia

A Eslovnia um pequeno pas da Europa Central, limitado a norte pela ustria, a leste pela Hungria, a leste e a sul pela Crocia e a oeste pela Itlia e pelo Mar Adritico.

Aps o final da Segunda Guerra Mundial em 1945, A Eslovnia, juntamente com a Crocia, Bsnia-Herzegovina, Macednia, Srvia e Montenegro formaram a Repblica da Iugoslvia.

Em 1990, aps a realizao das primeiras eleies multipartidrias na Iugoslvia, a Eslovnia decidiu separar-se da Federao Iugoslava. Em 1991 foi reconhecida pela Unio Europia, qual aderiu em de maio de 2004.

A Indstria da eslovnia baseada em equipamentos eltricos, alimentcia, bebidas, tabaco, qumica, metalrgica, madeireira.

Estnia

A Estnia um dos trs Pases Blticos, constitudo por uma poro continental e um grande arquiplago no Mar Bltico. Limita a norte com o Golfo da Finlndia e, atravs dele, com a Finlndia, a leste com a Rssia, a sul com a Letnia e a oeste com o Mar Bltico. Capital: Tallinn.

Em 1999, a economia da Estnia teve o seu pior ano desde que obteve a independncia, em 1991, em grande medida devido ao impacto da crise financeira russa de agosto de 1998. A Estnia aderiu OMC em novembro de 1999 foi o segundo estado bltico a aderir e prosseguiu as conversaes para adeso UE, marcada para maio de 2004. A privatizao da energia, telecomunicaes, ferrovias e outras empresas estatais um processo contnuo. A economia estoniana tem sofrido um crescimento rpido, em parte devido relocalizao no pas de vrias empresas finlandesas.

Grcia

A Grcia um dos pases menos desenvolvidos da Europa. Atenas a capital e maior cidade do pas com 4 milhes de habitantes. Em Atenas e outras partes da Grcia existem esplndidas runas que so monumentos do passado glorioso da antiga civilizao.

H milhares de anos, os gregos estabeleceram tradies de justia e liberdade individual que so as bases da democracia e da economia de mercado. A sua arte, filosofia e cincia tornaram-se fundamentos do pensamento e da cultura ocidentais. Os gregos da Antigidade chamavam a si prprios de helenos (todos que falavam grego, mesmo que no vivessem na Grcia Continental), e davam o nome de Hlade a sua terra. Os que no falavam grego eram chamados de brbaros. Nunca chegaram a formar um governo central, porm estavam unidos pela mesma cultura, religio e lngua.

A economia da Grcia capitalista mista com grande participao das empresas governamentais tendo como principal atividade o setor de servios. A indstria e agricultura respondem por 20% respectivamente do PIB enquanto o turismo gera 15% das receitas do pas.

O PIB da Grcia de 203.3 bilhes de dlares (per capita US$ 19,100) est apenas a 70% do nvel dos melhores pases da Unio Europia. A Grcia um dos pases que mais se beneficiaram com a Unio Europeia. Obteve um crescimento de 3,3% em sua economia aps a unio e vem obtendo taxas de crescimento de 4%.

Principais produtos: Agropecuria - algodo, azeitona, cabras, fumo, hortalias, limo, ovelhas, trigo e uva. . Minerao - bauxita, linhita e cromita.Indstria - alimentos e bebidas processadas - cigarros, txteis, vesturio

Hungria

A Hungria se limita a norte com a Eslovquia e a Ucrnia, a leste com a Romnia, a sul com a Srvia e Montenegro e a Crocia e a oeste com a Eslovnia e a ustria. Capital: Budapeste. Em maio de 2004 a Hungria passou a integrar a Unio Europia.

Outrora o principal celeiro do Imprio Austro-Hngaro, a Hungria sempre teve na agricultura um dos seus principais setores econmicos. Essa importncia do setor agrcola devesse a abundncia de terras frteis e por quase 90% do seu territrio ser plano que facilita a mecanizao, mais de 50% do seu territrio cultivado, produzindo milho e trigo em grande quantidade.

Sobre o regime socialista a agricultura mecanizou-se, aumentando sua produtividade e variedade. Nos anos 80 o pas produziu mais de 16 milhes de toneladas de gros. Com o fim do regime socialista a agricultura se resentiu da perda do apoio intensivo do Estado. Nos anos 90 a produo reduziu-se para 10 milhes de toneladas, recuperando no incio do sculo XXI sua antiga vitalidade com a produo recorde de 17 milhes de toneladas de gros.

A industrializao do pas tambm se intensificou a partir da tomada do poder pelos comunistas, que desenvolveram intensos projetos de aproveitamente dos resursos naturais. Nos anos 80 o setor industrial chegou a corresponder por 50% do PIB, e era considerado mais moderno e diversificado da Europa Oriental, produzindo e exportando bens de consumo durveis e no durveis, equipamentos eletricos, maquinas e produtos metalurgicos.

Outro setor que se destaca o do turismo recebendo mais de 10 milhes de turistas por ano. Na primeira dcada do sculo XXI a Hungria continua a mostrar um forte crescimento e a trabalhar para aproximar a sua economia da mdia da Unio Europeia. O setor privado responsvel por mais de 80% do PIB. H muito investimento estrangeiro e posse por estrangeiros de firmas na Hungria, com o investimento estrangeiro direto totalizando mais de US$ 23 bilhes desde 1989. A inflao e o desemprego diminuiram substancialmente. As medidas de reforma econmica, tais como a reforma dos cuidados de sade, do sistema tributrio e do financiamento da administrao local, ainda no foram postas em prtica pelo atual governo.

Letnia

A Letnia uma das trs Repblicas Blticas. Limita a norte com a Estnia, a leste com a Rssia, a sul com a Bielorrssia e a Litunia e a oeste com o Mar Bltico. Capital: Riga.

O territrio hoje conhecido como Letnia tem sido habitado desde 9000 a.C. Na primeira metade de 2000 a.C., as primitivas tribos blticas chegaram ao territrio. Elas foram os ancestrais do povo leto.

Na era Crist, o territrio hoje conhecido como Letnia tornou-se um entroncamento comercial. A famosa "rota dos Vikings para a Grcia" partia da Escandinvia atravessando o territrio leto ao longo do rio Daugava at a antiga Rssia e o Imprio Bizantino.

Em 1934 o pas tornou-se um estado autoritrio, aps um golpe de estado. O parlamento (Saiema) foi suspenso. A 17 de Junho de 1940 a Unio Sovitica anexou o pas de acordo com o pacto germano-sovitico de 1939.

Exceto por um curto perodo de ocupao alem durante a Segunda Guerra Mundial, a Letnia permaneceu um territrio sovitico at que as reformas da glasnost estimularam o movimento de independncia leto. O pas tornou-se novamente independente em agosto de 1991. Desde ento tem reforado seus laos com o Ocidente e, em maio de 2004 tornou-se membro da Unio Europeia e tambm da OTAN.

Litunia

Desde a sua segunda independncia, em 1991 e durante muitos anos, a Litunia concentrou a maior parte de seu comrcio com a Rssia. Porm, enfrentou uma crise em 1999 devido a opes econmicas inadequadas e devido ao seu despreparo para lidar com a crise russa ocorrida no ano anterior. Aps isso, passou a direcionar a maior parte de seu comrcio para o Ocidente, ingressando tambm na OMC.

Em 2003, um ano antes de ingressar na Unio Europia, a Litunia foi o pas que teve o maior crescimento dentre os pases candidatos a ingressar no bloco no ano seguinte: 8,8%. Em 2004, ano de entrada na UE, o crescimento do PIB atingiu 6,6%.

Aps a entrada na UE, ocorrida em maio de 2004, o desemprego caiu para 10,6% da populao economicamente ativa. Porm muitos analistas dizem que parte disto se deveu emigrao de lituanos para outros pases da Unio Europia desde aquela data. A moeda nacional, o litas (LTL) mantm-se atrelada ao euro desde 2002, a uma taxa aproximada de 3,45 LTL por 1 euro.

Apesar do crescimento econmico o pas, muitos ainda vivem na pobreza. visvel o surgimento de uma elite urbana, enquanto a pobreza rural pouco mudou.

Macednia

A Macednia um pequeno pas balcnico, resultante da desagregao da Iugoslvia, limitado a norte pela Srvia e Montenegro, a leste pela Bulgria, a sul pela Grcia e a oeste pela Albnia. Capital: Skopje.

A agricultura uma atividade importante na economia do pas, ocupando cerca de 20% da populao activa. Produz-se milho, tabaco, arroz, fruta e vinho. A Macednia tem uma indstria ligada ao chumbo, zinco, cobre e crmio.

Moldova

A Moldova um pequeno pas da Europa de Leste, limitado a norte, leste e sul pela Ucrnia e a oeste pela Romnia. A sua capital Chisinau.

A economia da Moldova , em grande parte, determinada pelas condies naturais. Tem um clima favorvel e solos frteis. O seu subsolo no rico em minrio. Desta forma, a economia est muito dependente da agricultura, produzindo fruta, produtos hortcolas, vinho e tabaco.

Todas as necessidades energticas relativas ao petrleo, carvo e gs natural so satisfeitas atravs da importao - da Rssia, principalmente.

Polnia

A Polnia um dos grandes pases da Europa, limitado a norte pelo Mar Bltico e pelo enclave russo de Kaliningrado, a leste pela Litunia, Bielorrssia e Ucrnia, a sul pela Eslovquia e Repblica Tcheca e a oeste pela Alemanha. A Polnia tem 38 milhes de habitantes, e sua capital Varsvia.

A Polnia um pas independente desde 1918. Na Segunda Guerra Mundial foi invadida pela Alemanha e pela Unio Sovitica . Aps a Segunda Guerra Mundial ficou sob regime comunista sob forte influncia sovitica. Nos anos 80, o sindicato Solidariedade de Lech Walesa tornou-se uma forte fora de oposio. Em 1989 o regime comunista foi derrubado e foi instaurada uma democracia de economia de mercado. Em maio de 2004 a Polnia passou a fazer parte da Unio Europia.

A economia da Polnia diversificada, dividida entre as indstrias de construo naval, produo de carvo, ao e energia eltrica, embora a agricultura seja a atividade econmica predominante.

At ao incio da dcada de 90, a Polnia foi uma economia planificada. Aps a instaurao do regime democrtico a economia sofreu profundas reformas e tornou-se numa economia de mercado.

Agora a Polnia almeja um desenvolvimento economico maior.O caminho encontrado a entrada na Unio Europia, mas ainda h uma resistncia entre a populao, que tem medo do aumento do custo de vida e da completa desnacionalizao da economia.

Romnia

A Romnia um pas limitado a norte e a leste pela Ucrnia, a leste pela Moldova e pelo mar Negro, a sul pela Bulgria e a oeste pela Srvia e Montenegro e pela Hungria. A Romnia tambm possui uma pequena costa martima no mar Negro. Sua capital a cidade de Bucareste.

Aps o colapso do Bloco Sovitico em 1989-91, a Romnia foi deixada com uma base industrial obsoleta e um padro de capacidade industrial totalmente inadequado a suas necessidades. Em fevereiro de 1997, a Romnia iniciou um abrangente programa de reforma estrutural e estabilizao macroeconmica. Os programas de reestruturao incluem liquidar grandes indstrias de energia e reformas importantes nos setores financeiro e agrcola. A economia atrasada e instvel da Romnia tem se transformado em uma economia com estabilidade macroeconmica, alto crescimento e baixo desemprego.

As prioridades do governo incluem: obter um emprstimo renovado com o FMI, apertar as polticas fiscais, acelerar a privatizao e reestruturar empresas no-lucrativas. 2002 e 2003 foram anos economicamente bem sucedidos, e atualmente o crescimento do PIB est previsto em 4.5% por ano.

A economia cresceu 7.0% no ltimo ano. O salrio bruto mdio por ms na Romnia equivale a US$283.54. O desemprego na Romnia est em 6.2%, ndice muito baixo se comparado a outros pases europeus.

A Romnia foi convidada pela Unio Europia em dezembro de 1999 e far parte da Unio Europeia a partir de 2007. Apesar das ntidas melhorias, a Romnia ainda enfrenta vrios problemas: corrupo elevada em quase todos os nveis da sociedade, falta de transparncia a respeito dos gastos pblicos, falta de competitividade econmica - especialmente no setor agrcola -, um certo grau de desemprego em reas rurais e ritmo lento de reforma no setor pblico da economia.

Ucrnia

A Ucrnia o segundo maior pas da Europa Orientel, depois da Rssia. Confina a norte com a Bielorrssia, a norte e a leste com a Rssia, a sul com o Mar de Azov e o Mar Negro, do outro lado do qual se encontra a Turquia, e a oeste com a Romnia, a Moldova, a Hungria, a Eslovquia e a Polnia. Capital: Kiev.

A Ucrnia um pas de quase 53 milhes de habitantes que resistiu por sculos a todas as tentativas de absoro e assimilao de outras culturas. Um povo que mantm, atravs dos confins que os dividem, a unidade de lngua, literatura e de esprito. Que defendeu sempre, com sacrifcios de homens e bens, o ideal ptrio, em todo e mais longnquo ponto de seu territrio tnico. Hoje a Ucrnia novamente um pas livre.

A Ucrnia uma nao eslava situada, em linhas gerais, entre os Mares Negro e o Azov e o Rio Prpiat, entre as Plancies Hngaras, a Foz do Danbio e o Rio Don. Os Rios Dnipr e o Dniester so, e sempre foram, os limites geogrficos centrais da Ucrnia. A cidade de Kiev a velha capital e o centro da vida cultural ucraniana.

Estendendo-se por um territrio geogrfico de 603 700 km e um territrio etnogrfico misto de 945 000 km2, estando situada entre os paralelos 43o e 53o do Plo Norte, com clima, nas regies setentrionais, temperado frio. Seus invernos so longos e rigorosos, com solo recoberto de neve. Na primavera os rios correm engorgitados, gorgolejando a gua do degelo. No sul o clima mais ameno. O estio mais longo. O solo se aquece. O clima torna-se mediterrneo. O Mar Negro se anuncia com suas praias com as flechas de areia e de saibro retendo, por vezes, atrs de si, pntanos salgados.

Na produo de trigo, cevada e beterraba, a Ucrnia ocupa o terceiro lugar no mundo. Alm da cultura de cereais e da produo pecuria, a Ucrnia destaca-se pelas ricas reservas de minerais, sobretudo de carvo, ferro e mangans, alm de gs natural e petrleo.