MENU
Amrica Latina
China
Editorial
Estados Unidos
Europa
Exportaes
ndia
Leste Europeu
Logstica
Oriente Mdio
Ranking
E mais...
Anunciantes
 
 
 

REVISTA DA MADEIRA - EDIÇÃO N°96 - MAIO DE 2006

Exportaes

Panorama do Comrcio Exterior brasileiro 2005

Os nmeros de encerramento de 2005 demonstram os inegveis avanos do comrcio exterior brasileiro. Em 2005, as exportaes brasileiras atingiram o valor recorde de US$ 118,3 bilhes, superando a meta de US$ 117 bilhes prevista pelo Governo. Sobre 2004, as exportaes evoluram 22,6%, taxa superior ao crescimento do comrcio mundial de 14%, em valor, conforme previso da OMC, o que fez elevar a participao do Brasil nas exportaes globais de 1,06%, em 2004, para 1,13%, em 2005.

As importaes brasileiras tambm seguem ritmo sustentvel de crescimento, contabilizando US$ 73,5 bilhes, em 2005, contra US$ 62,8 bilhes anotados no ano anterior, o que representou ampliao de 17,1%. Convm destacar o perfil das importaes brasileiras, em que 72,2% do total importado refere-se a bens intermedirios e bens de capital, ou seja, itens atrelados atividade produtiva. Esses dados revelam a estratgia das empresas brasileiras em manter um ritmo de investimento de modo a suprir simultaneamente o contnuo crescimento da demanda externa e interna.

Em valor, a expanso das exportaes significou gerao adicional de divisas de US$ 21,8 bilhes, de 2004 para 2005. Nas importaes, o crescimento foi de US$ 10,7 bilhes. Esses resultados levaram a corrente de comrcio a totalizar US$ 191,9 bilhes, em 2005, cifra recorde no comrcio exterior brasileiro, com aumento de 20,4% sobre 2004.

O saldo comercial fechou 2005 com supervit de US$ 44,8 bilhes, valor 33% superior ao contabilizado em 2004, quando atingiu US$ 33,7 bilhes. de se assinalar que, pelo terceiro ano consecutivo, o crescimento do saldo comercial ocorreu em um cenrio de expanso das importaes.

Na exportao, as trs categorias de produtos bsicos, semimanufaturados e manufaturados cresceram a taxas expressivas, com especial destaque para os produtos os manufaturados, que evoluram 23%, seguidos dos bsicos, 21,8%, e semimanufaturados, 18,8%. Vale ressaltar o crescimento da participao dos manufaturados nas exportaes brasileiras, de 54,9% para 55,1%.

A ampliao das vendas externas brasileiras para mercados no tradicionais ou com pequena participao na pauta tem sido um dos fatores para o sucesso das exportaes brasileiras. Em 2005, cresceram de forma expressiva as exportaes para a Europa Oriental, frica, Amrica Latina, sia e Oceania.

Alm disso, tradicionais mercados compradores de produtos brasileiros tambm elevaram as suas compras do Brasil, como a Unio Europia, o Estados Unidos e a Argentina.

A despeito dos resultados recordes que o Brasil vem acumulando no comrcio exterior, no se pode perder de vista que a participao do pas nos intercmbios internacionais ainda pouco expressiva. Mantm-se evidente a necessidade de esforos constantes e vigorosos com vistas maior insero brasileira na economia global. O crescimento notvel do comrcio exterior brasileiro nos ltimos anos sinal de que se avana neste sentido.