MENU
Artefatos
Compensado
Crdito de Carbono
Doenas
Economia
Eucalipto
Financiamento
Maderias Tropicais
Mveis & Tecnologia
Painel
Pesquisa
Planejamento
Preservao
Secagem
Silvicultura
Sustentabilidade
E mais...
Anunciantes
 
 
 

REVISTA DA MADEIRA - EDIÇÃO N°95 - ABRIL DE 2006

Secagem

Aplicao do gs natural em secagem de madeira

Tradicionalmente a secagem de madeira realizada atravs de estufas aquecidas por vapor gerado em caldeiras que queimam biomassa. A lenha mista, por exemplo, possui uma eficincia de combusto mdia em torno de 75%. Isso significa que da energia desse combustvel no consegue ser liberada. Da energia ento disponvel devem ser consideradas ainda as perdas de calor prprias da caldeira e da tubulao de distribuio de vapor. O gs natural, por sua vez, apresenta eficincia de queima de 95% e tem a caracterstica de possibilitar sua aplicao direta na estufa, por ser um combustvel limpo e de fcil manobra.

Apesar do custo de aquisio de energia (R$/kcal) a partir da biomassa ser inferior, o gs natural proporciona situaes onde se torna mais vantajoso em termos globais quando comparado com a serragem e a lenha. Um aspecto importante refere-se ao investimento inicial. Utilizar gs natural para secagem de madeira necessita um investimento muito menor por eliminar a necessidade de compra de caldeiras, construo de galpes para estocagem de biomassa, construo de redes de distribuio de vapor, etc. Alm disso, sob o aspecto operacional, elimina os custos de movimentao e estocagem, alm de liberar espao fsico da empresa.

Um projeto desenvolvido por pesquisadores da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), em Joinville, apresentou resultados animadores. As anlises indicam que, dependendo da produo e do nmero de secadores, o gs natural mostra-se, de imediato, mais econmico operacionalmente.

Essa anlise indica tambm que, uma empresa que possua diversos secadores, pode mesclar alguns a gs. Com isso, ganha em flexibilidade operacional, pois evita possveis problemas com suprimento de lenha ou serragem (falhas de abastecimento em funo da sazonalidade).

Outro fator muito importante que a pesquisa revelou foi que o tempo de secagem com gs natural bastante menor do que com lenha ou serragem. Tal fato aumenta a produtividade entre 30 e 120%.

Esse fato pode, por exemplo, postergar a necessidade de novos investimentos em estufas para aumentar a capacidade, uma vez que h aumento da produtividade com gs natural.

EM RESUMO:

- O uso de gs natural para secagem de madeira requer um investimento inicial muito menor;

- Para certos nveis de produo e nmero de secadores, o gs natural j competitivo e traz mais flexibilidade operao;

- O tempo de secagem com gs natural bastante menor, o que pode resultar em aumento de produtividade dos secadores entre 30 e 120%.

Os resultados apontam para existncia de algumas situaes onde o gs natural mais vantajoso do que a biomassa. Assim, faz-se necessrio o estudo caso a caso. Para saber mais, entre em contato com a Gerncia de Tecnologia de Gs Natural da SCGS.

Contato: arno@scgas.com.br

Por: Eng Willian Lehmkuhl - Gerncia de Tecnologia de Gs Natural

SCGS.