MENU
Adesivos
Editorial
Esquadrias
Exportao
FIMMA Maderalia
ndia
Manejo
Meio Ambiente
Meio Ambiente
Melhoramento
Mercado
Mercado - Teca
Mveis & Tecnologia
Pisos
E mais...
Anunciantes
 
 
 

REVISTA DA MADEIRA - EDIÇÃO N°94 - FEVEREIRO DE 2006

Mveis & Tecnologia

De onde vm as tendncias

Elas no so capricho de modistas. So determinadas pela percepo dos acontecimentos da sociedade.

As revistas de decorao nos fazem pensar que as tendncias consistem na aplicao das cores e formas ditadas pelos centros da moda. Quem faz isto na verdade est copiando. Tendncia a aplicao em produtos das manifestaes, sensaes e sentimentos que se instalam na coletividade humana a partir da sua evoluo. Estas provm de vrias fontes, das quais citamos alguns exemplos:

Uma delas refere-se aos atentados do 11 de setembro que geraram nos americanos um novo sentimento de patriotismo, nao e solidariedade. Como tendncia criou-se aplicaes de bandeiras e smbolos americanos. Volta s tradies americanas (mvel colonial americano).

A queda do muro de Berlim gerou um novo sentimento de comunidade e de alegria e liberdade;Tendncia: mveis e peas humorsticas.

A imagem da Terra transmitida desde o espao pelos astronautas d um novo sentido de lar global; Tendncia: produtos com conscincia ecolgica e de economia e racionalizao de recursos e materiais: minimalismo, mveis com apelo ecolgico, componentes reciclveis.

As tendncias podem partir tambm de movimentos e ideologias: o caso dos hippies dos anos 60, cuja esttica pop influiu nos mveis. O fascismo dos anos 30 criou uma esttica de poder baseada no monumental.

A partir de sensaes e necessidades psicolgicas, frente complexidade da tecnologia, se gera a necessidade de produtos que evoquem tempos mais rsticos, porm sem abrir mo das comodidades modernas.

A partir de estilos de vida, nas sociedades de consumo, se encontram o que o pessoal da moda chama tribos: consumidores que se identificam entre si por caractersticas especiais yuppies, punks, tecnolgicos, ecologistas, tradicionalistas, afinados com culturas orientais, tecnolgicos, minimalistas etc. Aparecem produtos especficos baseados nas caractersticas e necessidades destes tipos de consumidor.

Por idade. Voc j pensou que sempre existiu o vrus da AIDS para a gerao que agora ingressa no mercado consumidor, e que no conheceu discos Long Play, mquina de escrever? Para esses os patins sempre foram Em Linha, Michael Jackson sempre foi branco e a pipoca, feita no forno microondas. Naturalmente as expectativas e interesses so diferentes.

Por influncias de outras culturas e modos de vida. O desejo de mais tempo livre se traduz em mveis com visual de praia. Mveis africanos nos do a sensao romntica de estar em um safri. Por influncias de outros produtos ou avanos: assim como o design automobilstico se reflete dois anos depois nos eletrodomsticos, estes influenciam os mveis. A Apple lanou os computadores translcidos. Dois anos depois temos em Milo mveis coloridos transparentes.

Existem empresas internacionais cuja funo a pesquisa para determinar mudanas de humor da sociedade, a partir do comportamento dos consumidores. Estas empresas agrupam pesquisadores nas maiores metrpoles mundiais, que, cmara nas mos, registram desde a maneira de se vestir ate as mudanas nos comportamentos. As empresas interessadas compram esta informao e a aplicam a novos produtos, e no s no setor de vesturio.

Infelizmente pela complexidade da tarefa difcil determinar a importncia de fatores locais ou os comportamentais em cidades ou regies diferentes de Nova Iorque ou So Paulo onde se concentram estas pesquisas. Como So Paulo diferente de Belm do Par e no s por questes climticas, quem leva estas recomendaes risca sem considerar o seu prprio mercado pode-se dar muito mal. Como as empresas que contratam estes estdios de tendncias usualmente trabalham para mercados altos, os fatores sociais e econmicos so olimpicamente ignorados.

Outro grande perigo generalizar a respeito das cores. A luz a responsvel pela percepo. A cor de moda na primavera de Milo, cidade do centro da Europa, ter um espectro totalmente diferente luz do sol tropical do Rio de Janeiro na mesma poca. Isto muda totalmente a percepo a bela cozinha italiana alaranjada no to bonita assim quando chega a Recife.

De modo que, se o empresrio pensar em seguir a tendncia de Milo, pense primeiro que vai vender no Brasil. A tendncia valida se o seu contedo e mensagem tambm so vlidos para o nosso tipo de fregus, o que nem sempre tem de acontecer.

Autor: Jorge Montana - designer industrial com mestrado em design de mveis