MENU
Amaznia
Bioenergia
Editorial
Elmia
Esquadrias
Ferramentas
Logstica
Mrito Exportao
Mveis & Tecnologia
Pisos
Qualidade
Recursos Humanos
Reflorestamento
Tecnologia
E mais...
Anunciantes
 
 
 

REVISTA DA MADEIRA - EDIÇÃO N°91 - AGOSTO DE 2005

Mveis & Tecnologia

O design se alimenta da tradio

Existe a crena que o design algo intimamente ligado modernidade, e que, para ser chamado de design, necessariamente deve romper antigos paradigmas, ou seja, produzir inovaes radicais, formar conceitos revolucionrios ou ainda, simplesmente chamar a ateno com algo diferente e arrojado.

Na verdade o design est se alimentando diretamente da tradio e, se fosse sempre limitado ao surgimento de revolues e novidades, j estaria reduzido a um leque nfimo de empresas para produzi-lo e de gnios para cri-lo.

Por outra parte, o setor moveleiro dos mais arraigados na tradio. Observa-se que um sof ou um guarda-roupa, pouco h mudado na sua essncia nos ltimos 300 anos. As interferncias coincidem com melhorias de ordem tecnolgica de acordo com novos materiais, como o MDF e muitas ferragens inexistentes h escassos 50 anos.

Grande parte dos produtos em que o design oferece um maior destaque so justamente aqueles que aproveitam as novas prestaes tradicionais, sejam autnticos ou modificados, como no caso das chapas pr-compostas Alpi ou Tabule italianas, que recriam a madeira a partir de troncos desenrolados e recolados tingidos, moldados e novamente cortados em finas lminas, gerando assim uma nova madeira aperfeioada e incrementada no desempenho, pois tem melhores caractersticas que a original.

O aumento do nmero de materiais disponveis aumenta em forma exponencial. Um mvel de 100 anos atrs geralmente era composto por trs ou quatro materiais: madeira, ferro, cera ou goma laca. Hoje o mesmo mvel combina trs ou quatro derivados da madeira, ferragens que so miniaturas tecnolgicas, puxadores em plstico cromado, verniz de poliuretano, vidro, acrlico, luminrias halgenas, alumnio, etc. Mas a novidade d-se tambm em produtos de nico material como o caso das cadeiras de plstico.

Feitas em uma s pea com apenas dois processos de produo (injeo e corte de rebarba), em poucos meses tomaram conta do mercado, o que deixou no caminho vrias empresas, especialmente as que trabalhavam com tubo e ripas de PVC que, 15 anos atrs e por tempo reduzido, reinaram no mercado de mveis para exteriores.

Apesar dos bem sucedidos esforos das empresas italianas para venderem cadeiras de plstico para mercados de maior poder aquisitivo, este tipo de produto no tem a menor possibilidade de conquistar o mercado da velha madeira, precisamente devido necessidade intrnseca que todos tem, de ter um referencial da natureza da qual fazemos parte.

A necessidade do componente tradicional mantm vivas e pujantes as indstrias de mveis, apesar desta pesada concorrncia tecnolgica. A tradio na modernidade, no a reproduo literal do modo de vida de nossos antepassados; hoje ningum abre mo da praticidade que nos oferece a tecnologia, porm ainda que seja de forma subliminar, precisamos do passado para sentir segurana no presente. Por isto o mercado oferece tantos produtos com imitao de madeira.

Quando design e tradio se unem, o produto resultante possivelmente jamais consiga ganhar concursos ou at mesmo aparecer nas revistas do setor. No entanto, com certeza o fabricante vai ter um mercado garantido.

Numa pesquisa realizada na Itlia poucos anos atrs, surpreendeu o fato de que 70% dos mveis italianos, consumidos na Itlia, eram de estilo clssico. Os mveis de design que se vendem naquele pas so em sua grande maioria para uns poucos yuppies locais e para o mercado de exportao.

O setor do mvel clssico na Feira de Milo, bastante desprezado pela mdia que visita o evento, resulta um dos mais interessantes para quem se interessa por analisar o mercado. Nesta rea encontramos exemplos do que existe de mais refinado em termos de design e criatividade. Isto porque o mvel clssico, melhor chamado de inspirao clssica, tem hoje um forte componente temtico que explora esta necessidade de identificao do usurio com razes e tradio.

Este novo mvel est sendo reinventado; sua funo o torna diferente por estar adaptado s necessidades e espaos modernos. J se dispe das tcnicas para produzir artificialmente furos de traa, fezes de mosca, etc., conseguindo assim proporcionar ao mvel um aspecto surrado e envelhecido, no importando se estes so para computador, estantes para TV ou barzinhos com geladeira.

Como fazer compatvel as comodidades modernas com o produto de inspirao clssica, e dar credibilidade ao produto resultante em sua comunicao a reside o grande desafio que muitos designers annimos, por fora do circuito das badalaes, executam com maestria.



Autor: Jorge Montana - designer industrial com mestrado em design de mveis.