MENU
Adesivo
Agrossilvicultura
Bioenergia
Editorial
Embalagem
Especial Argentina
Evento
Feiras
Habitao
Liderana
Madeira Jatob
Madeira Teca
Mercado - Japo
Mercado Peru
Mveis
Pinus Elliotti
Sustentabilidade
E mais...
Anunciantes
 
 
 

REVISTA DA MADEIRA - EDIÇÃO N°86 - DEZEMBRO DE 2004

Mercado Peru

Peru expande potencial florestal

As exportaes peruanas tiveram , no ltimo ano, uma baixa de 4,69%. A participao do setor florestal do Pas no PIB de apenas 1%. A participao do setor florestal nas exportaes madeireiras tem sido oscilantes, com rpido crescimento nos ltimos anos, mas apresentando baixa atual. Observa-se que as exportaes peruanas de madeira saltaram de US$ 25.9 milhes em 1996 para US$ 113.4 milhes em 2002. No entanto, no ano passado registrou uma baixa, chegando a US$ 108.2 milhes. O recuo no chegou a atingir a balana comercial que se mantm estvel.

No ano de 2003, do total das exportaes madeireiras a Regio de Loreto contribuiu com 14,82% (US$ 16,29 milhes), apresentando taxa de crescimento regional de 18%. A Regio de Loreto est se convertendo em um plo desenvolvimento das exportaes florestais do Peru. A Regio exporta madeira serrada de cumula, marup e cedro, tendo os mercado americano e mexicano como principal destino. As mercadorias so despachadas por via fluvial. Em Loreto existe grande abundncia de madeiras duras, bem como violeta, estoraque, cumaru, ip e quinilla.

Os Estados Unidos so o principal mercado de destino para os produtos peruanos de madeira, com 54,37%. Mas, o mercado americano tambm apresentou baixa de 15,99% no comrcio de madeira com o Peru, em 2003.

O segundo mercado do setor no Peru o Mxico com importaes de madeiras serradas de virola, tornillo, cedro e triplay. Hong Kong o terceiro mercado de destino das exportaes peruanas de madeira duras para pisos principalmente cumaru, ip, estorque e quinilla.

A madeira serrada o principal produto exportado, aos Estados Unidos a espcie caoba a mais vendida e para o Mxico a espcies virola a mais vendida.



Competitividade



A madeira peruana que se comercializa no exterior deve competir por um nicho de mercado com produtores da sia, frica, Oceania e outros pases da Amrica do sul. Ao contrrio do Peru, muitos destes pases tem uma presena significativa no mercado mundial de madeiras tropicais. Por isso, os preos e as caractersticas que so dos produtos no mercado internacional so praticamente determinados pela Indonsia, Malsia, Tailndia e at pelo Brasil. Isto ocorre em funo da demando dos mercados chins, europeu e americano.

Em uma anlise feita entre os Brasil, Peru e Bolvia, concluiu-se que o Brasil o pas mais competitivo dos trs, no setor, seguido do Peru e depois a Bolvia.

Existe uma diferena alta dos os custos de produo entre Brasil e Bolvia (123%) e entre Brasil e Peru (74%). Os custos totais de madeira serrada na Bolvia alcanam US$ 315,8/m contra US$ 246,15/m no Peru e US$ 141,49/m no Brasil. Estes valores influenciam diretamente na capacidade exportadora de cada Pas, com vantagem para o Brasil.



Florestas Peruanas

Com quase 80 milhes de hectares de florestas o Peru ocupa o oitavo lugar entre os 168 pases que compartilham os 2,5 bilhes de hectares de florestas da Terra. Na Amrica Latina, superado apenas pelo Brasil no que se refere superfcie florestal, mas no figura entre os 42 maiores exportadores de madeira. O Pas explora de maneira sustentvel apenas 15% de suas florestas, ou seja, a mdia internacional. O Peru poderia receber anualmente, pelo menos, US$ 3 bilhes com a exportao de produtos de origem florestal. Atualmente, consegue apenas US$ 95 milhes. Noventa por cento da extrao de madeira das florestas realizada por 70 mil famlias, que operam com sistemas artesanais e a vendem a intermedirios. O aparente paradoxo de subexplorao madeireira e intensa depredao florestal pode ser explicado pelo fato de os colonos queimarem a cada ano cerca de 260 mil hectares de florestas naturais, para abrir lotes na selva.