MENU
Armazenagem
Editorial
Espcies Alternativas
Eucalipto
Lminas
Mercado - EUA
Mercado - Mveis
Mveis e Tecnologia
Organizao
Pisos
Secagem
Silvicultura
Sustentabilidade
Tecnologia
Valor Agregado
E mais...
Anunciantes
 
 
 

REVISTA DA MADEIRA - EDIÇÃO N°80 - ABRIL DE 2004

Espcies Alternativas

Espcies alternativas ampliam opes de mercado

O Laboratrio de Produtos Florestais (LPF) do Ibama comemorou 30 anos de atividades, desenvolvendo pesquisas e trabalhos na busca de alternativas para a promoo de solues inovadoras referentes utilizao de madeiras brasileiras, principalmente as espcies no convencionais. Os projetos idealizados pelo LPF neste perodo, em alguns casos com outros parceiros, transformaram-se em produtos inovadores desenvolvidos pela iniciativa privada. So exemplos a cola de tanino, resultante de um projeto iniciado na dcada de 1970, e as gaitas diatnicas, desenvolvidas a partir do projeto Avaliao de Madeiras Amaznicas para a Utilizao em Instrumentos Musicais.

Entre os projetos desenvolvidos pelo LPF destacam-se: projeto de Desenvolvimento de Adesivos Alternativos a base de Tanino (1977); a participao em comisses de estudo para elaborao de normas tcnicas da ABNT (1980) e estudos de madeiras brasileiras na confeco de instrumentos musicais, iniciados em (1982), com a publicao do livro Classificao de Madeiras para Instrumentos Musicais. O trabalho foi retomado em 2002 com o projeto Avaliao de Madeiras Amaznicas para Utilizao em Instrumentos Musicais.

No perodo de 1988 a 1990 o LPF desenvolveu e executou o projeto de mdulos de madeira para abrigo de pesquisadores na Estao Cientfica Brasileira Comandante Ferraz, no continente Antrtico. Em 1991 foi desenvolvido o mdulo de madeira Rebio Rocas, que implantou estruturas que servem de base para pesquisadores e servidores do Ibama na Reserva Biolgica do Atol das Rocas.

O LPF promove, ainda, prmios, como o Ibama/Movesp de Madeiras Alternativas, substitudo em 1996 pelo prmio Ibama/Movelsul, com a realizao do concursos a cada dois anos, visando os moveleiros a utilizarem madeiras pouco conhecidas. Ainda dentro da proposta de incentivo ao uso de novas madeiras para a fabricao de mveis, o LPF lanou em 1977 a exposio de Madeira em Design e instituiu a edio nica do Prmio Nacional de Madeiras da Amaznia Mveis e Design.

O LPF possui hoje, Xiloteca com 4.526 espcimes de madeiras referentes a 123 famlias, 729 gneros e 1.830 espcies. Um laminrio com quatro mil lminas permanentes, composto por 116 famlias, 186 gneros e 398 espcies, alm de material de herbrio, que se destaca pela representatividade das madeiras tropicais da Amaznia.

Alm do LPF, estudiosos como o engenheiro florestal Paulo Ernani, da Embrapa e Harri Lorenzi do Instituto Plantarum, entre outros vm contribuindo para enriquecer os conhecimentos dos empresrios do setor em relao as espcies alternativas.

Maio