MENU
Apicultura
Caractersticas
Carvo Vegetal
Construo Civil
Desdobro
Dormentes
Espcies
Madeira Slida
Manejo
Melhoramento
Melhoramento Gentico
Mercado
Mveis
Ns
leos Essenciais
Pesquisa
Postes
Pragas
Projeto Genoma
Propriedades
Qualidade
Secagem
Silvicultura
Anunciantes
 
 
 

REVISTA DA MADEIRA - EDIÇÃO N°75 - AGOSTO DE 2003

Projeto Genoma

Projeto GENOMA do Eucalipto

Com o objetivo de implantar a maior e mais complexa rede de experimento florestal do mundo, foi criada em 2002 a Rede Brasileira de Pesquisa do Genoma do Eucalyptus, denominado PROJETO GENOLYPTUS. A criao da rede j vem apresentando alguns resultados muito promissores e dever dar uma nova dimenso aos estudos de genoma no Brasil, com o incio do mapeamento do cdigo gentico do eucalipto. A meta principal desse projeto aumentar a produtividade brasileira no segmento de papel e celulose e, consequentemente, sua competitividade comercial no mercado internacional.

A criao de uma rede nacional de pesquisa genmica do Eucalyptus, com o objetivo de melhorar sua competitividade comercial, vem sendo discutida no meio acadmico e nas empresas do setor desde 1995. H alguns anos, vrios grupos de pesquisadores dos Estados Unidos e da Austrlia se mobilizaram para conseguir apoio governamental para sequenciar genomas de espcies florestais, principalmente pinus e populus. No Brasil, o que se busca com o PROJETO GENOLYPTUS no , apenas, o sequenciamento completo do genoma do Eucalyptus, mas um trabalho de pesquisa que rena o maior nmero possvel de informaes genmicas, capazes de melhorar a qualidade e aumentar a produtividade do setor.

Buscando-se uma integrao de universidades e centros de pesquisa com empresas brasileiras na rea de celulose e papel, a Rede pretende formar um conjunto de cientistas e laboratrios para pesquisar, em plantios espalhados em todo o territrio nacional, as melhores formas de aumentar a produo, diminuir a poluio das indstrias e criar eucaliptos mais resistentes e mais adequados aos diferentes usos.

Contando com os recursos do FUNDO VERDE AMARELO, do Ministrio da Cincia e Tecnologia, provenientes da contribuio de empresas que contratam servios e assistncia tcnica no exterior e remetem royalties a outros pases, o PROJETO GENOLYPTUS contar com 12 milhes de reais, em sua primeira fase (prevista para cinco anos). Cerca de 30% desse total ser custeado pelas empresas e o restante ficar por conta do Governo Federal.

A rede experimental, que ir desde a Amaznia at o Rio Grande do Sul, foi instalada em oito regies do Pas. O coordenador geral do projeto, professor Drio Gratapaglia, do Laboratrio de Biotecnologia da Universidade Catlica de Braslia, espera que, a partir do crescimento das primeiras mudas de eucalipto, dentro de dois anos, j surjam os primeiros resultados prticos, que podem significar novas patentes para as empresas envolvidas no trabalho, alm de possibilitar a obteno de novos modelos de cultivo e beneficiamento da planta, capazes de alavancar a qualidade e a produtividade do setor no Brasil.

Justificativa

A vasta extenso de reas plantadas no pas, a diversidade de espcies em estudo, o alto grau de competncia dos cientistas e laboratrios envolvidos e a j excepcional produtividade do eucalipto brasileiro fazem com que este projeto seja o mais ambicioso e completo no setor em todo o mundo.

O Brasil tem hoje uma grande rea plantada de eucalipto (quase 3 milhes de hectares) o stimo maior produtor mundial de celulose (cerca de 7,4 milhes de toneladas/ano) e detm o maior ndice mdio de produtividade (40m3 por hectare/ano). As indstrias brasileiras que usam o eucalipto como matria prima para a produo de papel, celulose e demais derivados representam 4,6 % do Produto Interno Bruto(PIB), 8% das exportaes e geram, aproximadamente, 150 mil empregos. Por ser uma rvore de crescimento rpido, com ciclos de plantao de 6 e 8 anos e de fcil adaptao s mais diferentes condies de clima e solo, o eucalipto passou a ser uma alternativa racional contra a devastao das florestas nativas em diversas regies do planeta.

O que se busca com esse grandioso projeto, na verdade, se conhecer a gentica do eucalipto, mapeando-se e identificando-se, em todo o territrio nacional, os genes mais importantes para melhor qualificao da madeira para o setor industrial de celulose. No se trata de manipulao ou alterao do cdigo gentico da rvore, mas do seu ordenamento para fins de melhor utilizao.

Para o caso especfico do Brasil, o eucalipto possui um carter estratgico, uma vez que a sua madeira responsvel pelo abastecimento da maior parte do setor industrial de base florestal. Basta citar alguns nmeros para se avaliar quo importante a sua participao na economia nacional. Da madeira de eucalipto, atualmente, se produzem, por ano, 7,7 milhes de toneladas de celulose, representando mais de 70,0% da produo nacional; nmero tambm impressionante o setor de carvo vegetal, com uma produo anual de 18,8 milhes de metros cbicos, representando mais de 70,0% da produo nacional; o setor de lenha e energia tambm importante, com 21 milhes de m3 ; outro setor importante o de chapa de fibra, com uma produo anual de 558 mil metros cbicos, representando 100,0% da produo nacional; o setor de chapas de fibra aglomerada produz 500 mil metros cbicos, representando quase 30,0% da produo nacional; o setor de madeira serrada j atinge 500 mil metros cbicos por ano.

J no se discute a importncia desse gnero, uma vez que ele est definitivamente consagrado como fornecedor de matria-prima para diversos outros fins industriais. O eucalipto se apresenta como alternativa real para atender diversas demandas da sociedade quanto ao consumo de produtos florestais, exigindo, porm, o aprofundamento das questes relacionadas sua sustentabilidade. semelhana do Projeto Genolyptus, novos projetos deveriam contemplar os demais setores com as mesmas caractersticas,envolvendo Governo, instituies e empresas para a busca de solues para os seus gargalos tecnolgicos.



Participao da UFV

Em razo do seu nvel de excelncia, a Universidade Federal de Viosa foi uma das sete universidades convidadas a participar da Rede Brasileira de Pesquisa de Genoma do Eucalyptus, da qual, tambm, fazem parte a EMBRAPA e mais 12 conceituadas empresas brasileiras na rea de celulose e papel, formando um conjunto de cientistas e laboratrios para pesquisar as melhores formas de aumentar a nossa produo, diminuir a poluio das indstrias e criar eucaliptos mais resistentes e mais adequados aos diferentes usos, envolvendo plantios espalhados em todo o territrio nacional. Em sintonia com o que existe de mais avanado no mundo, a Rede Brasileira de Pesquisa do Genoma do Eucalyptus dever dar uma nova dimenso aos estudos de genoma no Brasil, com o incio do mapeamento do cdigo gentico do eucalipto, cuja meta principal aumentar a produtividade brasileira no segmento de papel e celulose e, consequentemente, sua competitividade comercial no mercado internacional.

Contando com os recursos do FUNDO VERDE AMARELO, do Ministrio da Cincia e Tecnologia, o Projeto consumir cerca de 12 milhes de reais, em sua primeira fase(prevista para cinco anos. Cerca de 30% desse total ser custeado pelas empresas e o demais 70% ficaro por conta do Governo Federal. A rede experimental, que ir desde a Amaznia at o Rio Grande do Sul, dever ser instalada, ainda este ano, em oito regies do Pas. Os mentores do projeto esperam que dentro de dois anos, a partir do crescimento das primeiras mudas de eucalipto, j surjam os primeiros resultados prticos, que podem significar novas patentes para as empresas envolvidas no trabalho.

O Brasil tem hoje uma grande rea plantada de eucalipto(mais de 3 milhes de hectares) o stimo maior produtor mundial de celulose(cerca de 6,3 milhes de toneladas/ano) e detm o maior ndice mdio de produtividade(40m3 por hectare/ano). As indstrias brasileiras que usam o eucalipto como matria prima para a produo de papel, celulose e demais derivados representam 4% do Produto Interno Bruto(PIB), 8% das exportaes e geram aproximadamente 150 mil empregos. O eucalipto brasileiro se destina basicamente produo de celulose e papel, assim como de carvo para abastecimento das siderrgicas.

O Projeto Genolyptus engloba oito subprojetos distintos, dos quais trs esto a cargo da Universidade Federal de Viosa, envolvendo laboratrios, equipamentos e professores dos Departamentos de Engenharia Floresta, Fitopatologia e Biologia Geral.

Do Departamento de Engenharia Florestal, participaro os professores Jos Lvio Gomide e Jorge Luiz Colodete, do Laboratrio de Celulose e Papel, ambos responsveis pelo Subprojeto 2: Qualidade da Madeira, onde ser analisada a qualidade da madeira para produo de polpa celulsica kraft, tendo como objetivo principal a produo de madeira de eucalipto de alta qualidade, assim como a melhoria do rendimento industrial, a diminuio dos custos de produo e a minimizao do impacto ambiental.

Do Departamento de Fitopatologia, participaro os professores Acelino Couto Alfenas e Srgio Hermnio Bronmonschenkel, ambos responsveis pelos Subprojetos 3 e 5: Base Gentica e Identificao de Genes que Conferem Resistncia a Doenas em Eucalipto e Construo de Mapas Fsicos Localizados no Genoma do Eucalipto, tendo como objetivo principal identificar, sequenciar, mapear e determinar a funo de genes de diferentes espcies de eucalipto.

Do Departamento de Biologia Geral, participar o Professor Cosme Damio Cruz, que se encarregar da parte estatstica do projeto.

Agosto/2003