MENU
Bioenergia
Editorial
Ensino
Mrito Exportao
Painis
Sistema de Corte
Teca
Tcnicas de Vendas
Tributos
E mais...
Anunciantes
 
 
 

REVISTA DA MADEIRA - EDIÇÃO N°106 - JULHO DE 2007

Teca

Teca nova opo na indstria mundial

A Teca vem se tornando muito usual na indstria moveleira e de decorao, tanto para cozinhas e salas de estar como para ambientes especiais como uma adega ou um espao para descanso e leitura, ou mesmo um jardim. A espcie veio do oriente, e hoje cultivada em vrios pases, inclusive no Brasil. A multiplicidade de usos e a beleza tornam esta madeira uma excelente escolha.

Teca o nome popular da Tectona grandis, rvore nativa na sia cuja madeira utilizada h sculos na ndia, Indonsia, Tailndia e outros pases asiticos. Atualmente a rvore cultivada tambm no Brasil, principalmente no Mato Grosso e o plantio comercial avana para os estados da regio Norte.

A madeira nobre e foi muito utilizada pelos antigos povos colonizadores do oriente, para confeco de embarcaes, devido a sua alta resistncia as intempries. Porque pode ser exposta a ao do sol e da chuva e apresenta excelente durabilidade nessa situao, a madeira passou a ser utilizada na execuo de mveis externos, para varandas e jardins. uma das espcies tropicais mais cultivadas em reflorestamentos comerciais em diversos pases no mundo, atualmente.

A madeira tem um aspecto muito bonito, em tom marrom-dourado, que pode escurecer quando exposto ao ar livre, passando a um marrom um pouco mais escuro. De veios homogneos, pode ser usada tanto para mobilirio de luxo em interiores, quanto para obras imersas ou expostas gua, devido a sua alta resistncia a esse tipo de exposio. Possui uma espcie de ltex em seu interior, que capaz de evitar a corroso nos pregos e ferragens utilizados em seu interior. Esse recurso ainda permite maior durabilidade de mveis e elaborados em teca.

Alm da durabilidade e estabilidade, a madeira tambm apresenta alta resistncia ao ataque de cupins, brocas marinhas e outros insetos. Talvez, por isso mesmo os antigos j a utilizavam em construes de embarcaes. Fcil de trabalhar, praticamente no racha e no trinca, a madeira moderadamente pesada, com densidade de 0,65gr/cm, recomendada para mobilirio em geral. Sua resistncia fica mais por conta de sua durabilidade e exposio ao sol e chuva, do que propriamente resistncia estrutural. Dessa forma, sua utilizao concentra-se mais para mobilirio e alguns pisos e decks de mdio trfego.

A rvore s pode ser cultivada em reas tropicais mas possui grande demanda principalmente no continente europeu, superando os preos do mogno No exterior, a madeira Teca usada principalmente na fabricao de esquadrias, devido a sua forte resistncia exposio ao tempo. Tambm consumida na produo de mveis, embarcaes e decoraes.

Planta rstica, de rpido crescimento e muito resistente ao fogo, a pragas e a doenas, a rvore tem forte potencial exportador, sobretudo nos pases europeus. A tora de desbaste, com dimetros entre 15 e 20 centmetros, pode ser comercializada no exterior a preos que variam de US$ 700 e US$ 1.200 ao m. A Teca destaca-se frente a outras espcies nativas pela rusticidade e rpido crescimento em altura.

Na lista das espcies requisitadas pelo mercado internacional, a teca nativa das florestas tropicais do Sudeste Asitico. rvore de grande porte, podendo alcanar 2,50 metros de dimetro e 50 metros de altura. Seu tronco habitualmente retilneo, de seo circular e reduzida conicidade. A casca gretada e de cor cinza ou marron, mede cerca de 15 mm e considerada termo-isolante, com resistncia ao fogo.

As folhas, de insero oposta, podem alcanar 60x80 cm e as flores de cor creme, so pequenas, numerosas e encontram-se reunidas em inflorescncias do tipo pancula (forma piramidal). A florao intensa e inicia cerca de um ms aps as primeiras chuvas, estendendo-se por mais de 60 dias. O fruto uma drupa, mede de 1 a 2 cm de dimetro e pode conter at quatro sementes.

A Teca uma espcie que ocupa com velocidade as clareiras abertas na floresta, tambm uma planta helifita (exige plena exposio luz solar), no tolerando qualquer forma de sombreamento. Seu crescimento inicial em altura muito rpido, chegando aos trs metros no primeiro ano e aos cinco metros, ou mais, no segundo, o que torna a espcie muito vivel comercialmente.

Qualidade

A madeira da Teca procurada no mercado internacional, por suas caractersticas, como o peso de cerca de 650 quilos por metro cbico, situando-se entre o cedro e o mogno. Possui boa resistncia em relao ao peso, quanto trao, flexo e outros esforos mecnicos semelhante ao mogno brasileiro. Para a produo de mveis, especialmente cadeiras, que necessitam de constante deslocamento, a espcie apresenta resistncia e ao mesmo tempo leveza.

uma madeira estvel, praticamente no empena e pouco se contrai durante a secagem, alm de resistir s variaes na umidade do ambiente. Trata-se de uma propriedade essencial no caso de portas, janelas e gavetas, permitindo que abram, fechem e corram sem dificuldades.

A teca durvel, pois seu cerne no atacado por cupins, carunchos ou outros insetos. imune ao dos fungos apodrecedores de madeira, podendo ser enterrada, exposta ao tempo ou gua do mar, sem sofrer danos. A durabilidade do cerne deve-se a "tectoquinona", um preservativo natural contido nas clulas da madeira. Na Europa bastante comum o uso de bancos e outros mveis de jardim produzidos em teca, expostos ao tempo, sem a proteo de leo, tinta ou verniz. Neste caso, a madeira adquire colorao acinzentada com o tempo.

A Tectona grandis uma rvore de grande porte, nativa das florestas tropicais situadas entre 10 e 25N no subcontinente ndico e no sudeste asitico, principalmente na ndia, Burma, Tailndia, Laos, Camboja, Vietn e Java. Devido a sua disperso geogrfica e variedade de ambientes onde ocorre naturalmente, a teca uma espcie de alta adaptabilidade com disperso vertical entre 0 e 1300m acima do nvel do mar, ocorrendo em reas com precipitao anual de 800 a 2500 mm, e temperaturas extremas de 2a 42C, porm no resiste geada.

A teca cultivada desde o sculo XVIII, quando os britnicos demandavam grandes quantidades de madeira para construo naval. No sul da sia, a cultura de teca tradicional, sendo a espcie cultivada em grande escala. Atualmente, a rea mundial plantada excede os 3 milhes de hectares, incluindo, alm dos asiticos - maiores produtores -, outros pases tropicais, como: Togo, Camares, Zaire, Nigria, Trinidad, Honduras e Brasil, entre outros.

Apesar de poder ser cultivada apenas em regies tropicais, a madeira de teca muito procurada principalmente no continente europeu. Mundialmente, a teca apreciada pela qualidade de sua madeira, bem como pela sua rusticidade.

A Tectona grandis L.f. pertence famlia botnica Verbenaceae. As folhas, que podem ter disposio oposta a verticilar em grupos de trs, so coriceas e medem de 30 a 60cm de comprimento por 20 a 35cm de largura. Os limbos so largos e elpticos, glabros na face superior e tomentosos na face inferior. As folhas amplas tornam a rvore sombreante desde a fase juvenil.

As flores so pequenas, de colorao branco-amarelada e se dispem em panculas de at 40 x 35cm. Os frutos so do tipo drupa, cilndricos, de cor marrom e possuem dimetro de aproximadamente 1cm. Cada fruto apresenta quatro cavidades, dentro das quais esto as sementes (uma por cavidade); porm, nem todas germinam. A primeira frutificao ocorre aos 5 ou 6 anos de idade.

Quando adulta, a rvore atinge entre 25 a 35m (raramente acima de 45m) de altura e dimetro (DAP) de 100cm ou mais. Seu tronco reto e revestido por uma casca espessa, resistente ao fogo. Perde as folhas durante a estao seca, pois trata-se de uma essncia caduciflia.

A madeira

O alburno estreito e claro, bem distinto do cerne, cuja cor marrom viva e brilhante. Essa beleza peculiar faz da teca uma madeira muito procurada para decorao de interiores luxuosos e mobilirio fino. Alm do efeito decorativo, a madeira de teca utilizada para as mais diversas finalidades: construo naval, laminao e compensados, lenha e carvo vegetal; as duas ltimas so especficas para as reas de ocorrncia natural.

A densidade mdia da teca 0,65g/cm e, apesar de ser leve, apresenta boa resistncia a peso, trao e flexo, semelhante ao mogno brasileiro.

A madeira estvel; praticamente no empena e se contrai muito pouco durante a secagem. A estabilidade permite que a teca (madeira) resista variao de umidade no ambiente.

A durabilidade uma caracterstica marcante dessa espcie. At o momento so poucos os registros, nos pases onde a teca cultivada, de ataques de pragas que possam comprometer os plantios. A durabilidade do cerne deve-se a tectoquinona, um preservativo natural contido nas clulas da madeira.

O alburno um material permevel, propriedade que facilita a aplicao de preservativos. Porm, esse tratamento somente necessrio quando a madeira ficar exposta ao tempo; ademais, o alburno possui todas as outras qualidades do cerne.

Tanto alburno, quanto cerne contm uma substncia semelhante a um ltex, denominado caucho, que reduz a absoro de gua e lubrifica as superfcies. Essa substncia tambm confere resistncia a cidos e protege pregos e parafusos da corroso.

Nos pases onde a teca explorada - de floresta nativa ou reflorestamento toda a madeira aproveitada, incluindo as toras de pequeno dimetro obtida nos desbastes. Painis de sarrafos so utilizados para a fabricao de mveis, portas, decorao interna e tambm na produo dos mais diversos utenslios. A madeira de pequeno dimetro largamente usada na edificao de construes rsticas, como vigamento, esteio ou madeiramento do telhado.

Para Plantar Teca

O clima mais propcio o tropical mido, caracterizado por vero chuvoso e inverno seco. Deve-se atentar para os seguintes fatores: precipitao anual entre 1200 e 2500mm; perodo seco de 3 a 5 meses, coincidente com o perodo de temperaturas mais amenas. A qualidade da madeira depende desse perodo seco; A temperatura mdia anual deve estar acima de 22C.

O melhor crescimento das mudas de teca ocorreram quando as temperaturas diurnas variam entre 27e 36C e noturnas entre 22e 31C.

A teca exigente em fertilidade de solo, que deve ser profundo (mais de 1.5 metros), permevel, bem drenado, mas com capacidade mdia a alta de reteno de gua. Os solos de textura mdia so os mais indicados.

Um estudo de avaliao do estado nutricional, crescimento de teca e suas relaes com os fatores de solo, mostrou que o melhor desenvolvimento est relacionado riqueza dos nutrientes, matria orgnica e pH prximo da neutralidade.

A teca uma essncia exigente em teores de bases trocveis do solo, principalmente clcio. Terrenos de maior declividade devem ser evitados, por problemas de eroso. Caso esse tipo de terreno seja utilizado, recomenda-se a construo de obras de conservao de solo (curvas de nvel e terraos) e o uso das tcnicas de cultivo mnimo.

A produo mundial de, aproximadamente, 3 milhes de m por ano, sendo que a maior parcela consumida pelo mercado interno dos pases produtores. O mercado internacional consome cerca de 500 mil metros cbicos, mas a oferta ainda muito menor que a demanda. De acordo com anlises de mercado, haver aumento de demanda devido melhoria no padro de vida nos pases em desenvolvimento. O decrscimo da oferta de outras madeiras tropicais que ocorrem em reas naturais (como o mogno) e a conscientizao ambiental dos consumidores, principalmente europeus, tambm so fatores decisivos para o aumento da demanda.

O mercado brasileiro tambm visto como um grande potencial de consumo, assim como de produo. Afinal, o Brasil possui reas adequadas para plantio de teca e uma floresta tropical para preservar.

O pases que mais produzem teca so: Indonsia, Mianmar e Sri Lanka. Os maiores importadores so: Alemanha, Arbia Saudita, Austrlia, Dinamarca, Emirados rabes, EUA, Japo, Holanda, Itlia e Reino Unido. Hong Kong e Cingapura so centros de manufatura e reexportao da teca de Mianmar.

A ndia e a Tailndia alm de produzir, passaram a importar.

A teca, reconhecida em todo o mundo como madeira tropical dura e de alta qualidade, com preos estveis e ascendentes no mercado internacional com franca expanso em reas cultivadas, ainda no tem muitos estudos sobre os plantios com ciclos de corte mais curtos. Os reflorestamentos com teca na Amaznia foram inicialmente alavancados com o fim da reposio florestal, no curto prazo, mas a mdio e longo prazo podem substituir as madeiras duras nativas.

Do total de 3 milhes de hectares plantados no mundo, cerca de 94% esto em zonas tropicais da sia, com 44% na ndia e 31% na Indonsia. Estima-se que 4,5 % das plantaes estejam na frica, especialmente na Costa do Marfim e Nigria, 2,6 % na Amrica Central (Costa Rica e Trinidad e Tobago e Amrica do Sul (Brasil). No Brasil, o estado de Mato Grosso, com aproximadamente 50 mil ha plantados, detm cerca de 90% da rea total plantada. No Acre, a rea plantada estimada em 2 mil ha, incluindo os sistemas agroflorestais.

Os melhores stios atingem incrementos mdios anuais (IMA) de 15 m por hectare/ano e produes entre 250 e 350 m por hectares/ano para uma rotao de 25 anos. Os custos de implantao para reflorestamento (estabelecido aos 2 anos) so estimados em US$ 800,00 por hectare/ano. Os prognsticos de preos para o mercado internacional para 2015 variam entre US$ 1,480 e US$ 1,850 por m3, dependendo da classe diamtrica.

Considerando-se a questo de seqestro de carbono na tica do Protocolo de Kyoto, supondo um crescimento mdio anual de 10 m3.ha.ano, e rotao de 30 anos, acumular-se-iam em torno de 100 toneladas de carbono.ha, cerca de 80% do acumulado em florestas nativas. A expanso dos plantios de teca tm-se dado em sua maioria por pequenas indstrias madeireiras (consumo menor que 12 mil m3.ano) e pequenos agricultores, atravs de pequenas plantaes ou sistemas agroflorestais, o que pode contribuir no futuro para a viabilizar a produo familiar.

Por outro lado, as plantaes de teca em Myanmar (sia) sempre estiveram associadas a srios impactos ambientais. As experincias passadas demonstraram graves problemas quanto a degradao qumica dos solos, perda de nutrientes, degradao do stio florestal, reduo do crescimento e rendimento dos plantios e infestao por pragas, quando implantados em stios imprprios e ambientes desfavorveis.

A Embrapa Acre acompanha atravs de parcelas permanentes o crescimento de plantios estabelecidos entre 1995 e 1999 para recomendaes de desbastes, impactos de incndios e avaliao da sustentabilidade econmica e ambiental.

Os plantios de teca em stios adequados e com tecnologia adequada podem assumir um papel importante, dando aos reflorestamentos de grande, mdia e pequena escala, uma funo ambiental, social, econmica e estrutural, reduzindo no longo prazo a presso sobre os estoques naturais de madeira dura, tornando a indstria madeireira mais competitiva, alm de inserir a produo familiar na cadeia produtiva de madeira.

Fontes: Lus Cludio de Oliveira: Engenheiro florestal, pesquisador, Aline Angeli e Jos Luis Stape: Departamento de Cincias Florestais - ESALQ/USP.