MENU
Briquetes
Construo
Editorial
Esquadrias
Exportao
Mercado
Mveis & Tecnologia
Pinus
Praga
Preservante
RM_digital
Secagem
Transporte
Usinagem
E mais...
Anunciantes
 
 
 

REVISTA DA MADEIRA - EDIÇÃO N°134

› Mercado de produtos florestais mostra evoluo
A cadeia produtiva do setor brasileiro de florestas plantadas caracteriza‑se pela grande diversidade de produtos, compreendendo um conjunto de atividades que incluem a produo, a colheita e a transformao da madeira at a obteno dos produtos finais
› Crise mundial ainda limita exportaes do setor
As exportaes brasileiras de produtos de base florestal continuam com dificuldades para atingir nveis positivos. Em 2012 os setores de madeira, mveis, papel e celulose exportaram em conjunto US$ 9,26 bilhes, o que representou uma queda de 5,9% em relao as exportaes do ano anterior.
› Construo Civil com grandes perspectivas para 2013
O setor da Construo Civil deve crescer 4% em 2013. Este crescimento torna-se tambm uma grande oportunidade da setor da madeira que pode oferecer muitos itens na composio de uma unidade habitacional ou comercial.
› Preveno no controle a Vespa da Madeira
A vespa-da-madeira (Sirex noctilio) um inseto originrio da Europa, sia e norte da frica e,no Brasil, atingiu, aproximadamente 350.000 ha de Pinus taeda nos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paran, at o ano 2002.
› Desgaste de lixas na qualidade superficial da madeira
Atualmente madeiras provindas de florestas plantadas dos gneros Pinus e Eucalyptus vm substituindo o uso de madeiras nativas nos mais variados setores da indstria madeireira e moveleira.
› Principais agentes deterioradores de madeiras
Toda e qualquer pea de madeira est sujeita a qualquer tipo de movimento. A ao do movimento mecnico provoca um desgaste na madeira. Nada mais que uma altera o indesejvel na sua estrutura. Ex.: dormentes de estrada de ferro; degraus de uma escada; blocos de madeira usados para pavimentao de cais, etc
› Critrio na produo de esquadrias de madeira
Existem, basicamente, dois critrios que balizam a utilizao de espcies de madeira na fabricao de esquadrias: a resistncia umidade e a sua maneabilidade na fabricao. Os dois quesitos esto vinculados diretamente s caractersticas intrnsecas da densidade das madeiras, que define sua resistncia mecnica.
› Fundamentos da usinagem da madeira
O corte convencional definido como sendo a ao da ferramenta sobre uma pea de madeira, produzindo cavacos de dimenses variveis. O cavaco pode ser definido como sendo o fragmento de madeira produzido pela ferramenta de corte.
› Programas de secagem obtidos por diferentes mtodos
Uma das fases imprescindveis para a transformao da madeira em produto acabado a secagem. Esta fase do processamento, atravs da reduo do teor de umidade at um valor final prximo da umidade de equilbrio mdia no local onde a pea ser utilizada, tem como objetivo melhorar a qualidade do material.
› Briquetes produzidos com resduos
Nos dias atuais constante a discusso sobre a necessidade da obteno de alternativas para fontes de energias renovveis como mecanismos de desenvolvimento sustentvel. A gesto de resduos slidos urbanos tambm faz parte deste contexto e atualmente um fator preocupante principalmente nos grandes centros urbanos.
› Cultivo de Pnus: Propagao vegetativa
A clonagem uma tcnica obtida por mtodo de propagao vegetativa (clonagem), de grande utilidade tanto para o melhoramento convencional de espcies florestais como para os plantios comerciais a partir da multiplicao de rvores superiores.
› Custo de diferentes veculos de carga no setor madeireiro
O setor florestal est fortemente inserido no agro negcio nacional, cujo desempenho movimenta a balana comercial brasileira, respondendo pela quase totalidade (91%) do supervit observado nos ltimos anos.